Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

O viúvo da ditadura e a fraqueza do Congresso em defender as mulheres

Como explicar que um deputado tenha sido eleito com um discurso de ódio exacerbado contra gays, mulheres e minorias? O Congresso vai consentir com suas violências?

Como explicar que um deputado tenha sido eleito, um dos mais votados, com um discurso de ódio exacerbado contra gays, mulheres e minorias? O Congresso vai consentir com suas violências?

Jair Bolsonaro é o machão do Congresso, deputado que participou, recentemente, de uma sessão tumultuada, em que uma senadora foi ofendida pelo xingamento de “vagabunda”, gritado por arruaceiros arregimentados pela oposição, para interromper uma votação do parlamento, agora virou suas baterias contra a deputada Maria do Rosário com a frase tosca:

“Fica aí, Maria do Rosário, fica. Há poucos dias, tu me chamou de estuprador, no Salão Verde, e eu falei que não ia estuprar você porque você não merece. Fica aqui pra ouvir.”

A melhor definição para os chiliques de Bolsonaro veio de Jean Wyllys, ao chamá-lo de viúvo da ditadura:

“A Corregedoria e o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados não podem mais tolerar os abusos deste deputado viúvo da ditadura militar.”

Bolsonaro deve ser tratado como ele é:

Um ser abjeto, conforme o dicionário de português bem define:

Característica do que é baixo (vil); que contém ou expressa baixeza; que merece desprezo; ignóbil: comportamento abjeto.
s.m. Pessoa que possui essa característica; quem expressa baixeza; sujeito desprezível; canalha.

Sem mais nem menos.

O Congresso deveria, em nome do respeito as mulheres, abrir processo por quebra de decoro e cassar seu mandato.

Uma casa que representa o povo brasileiro, homens e mulheres, deveria repudiar este tipo de atitude com veemência e tratá-la de maneira exemplar.

Como uma forma de mostrar que a violência contra a mulher é deplorável e deve ser punida com rigor.

Todas as mulheres deveriam rechaçar uma covardia como a cometida por este deputado, machão com mulheres.

Os homens, deveriam fazer o mesmo, em nome de suas mães, irmãs, filhas ou esposas.

Um comentário em “O viúvo da ditadura e a fraqueza do Congresso em defender as mulheres

  1. Rita Candeu
    10/12/2014

    mas ele já tinha falado a mesma coisa para a Maria do Rosário a tempos atrás,
    reclamaram entraram com ações contra ele e deu em absolutamente NADA

    em um pais onde a Presidenta é xingada em rede mundial e todos se calam o que mais se espera? isso que Bolsonaro tem feito diariamente (ele está sempre fazendo das suas) vai continuar impunemente – ele tem apoio dos outros ou por medo ou por descaso mesmo

    Curtir

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: