Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

Eleições no RJ: estratégia de Cabral tem sido vitoriosa com Pezão

Ex-governador Sérgio Cabral abriu caminho para Pezão ao renunciar em abril, com isso evitou que sua alta rejeição contaminasse seu pupilo

Ex-governador Sérgio Cabral abriu caminho para Pezão ao renunciar em abril, com isso evitou que sua alta rejeição contaminasse a candidatura de seu pupilo

As eleições para governador do Rio de Janeiro se encaminham, caso as pesquisas se confirmem, para coroar a estratégia política de Sérgio Cabral e seus aliados mais próximos, Jorge Picciani, Paulo Melo e Eduardo Cunha, o trio que liderou a dissidência do PMDB estadual contra a reeleição de Dilma Rousseff.

O ex-governador que renunciou em abril com apenas 18% aprovação de seu governo e lidando com manifestações frequentes contra sua gestão, tomou esta decisão apostando em afastar de seu apadrinhado político, o atual governador Luiz Fernando Pezão, toda a rejeição que o povo fluminense depositava em sua pessoa e em sua administração, da qual seu indicado fazia parte.

Pezão lidera as intenções de votos e, neste momento, é o favorito para disputar o segundo turno com Garotinho, do PR, em condições favoráveis.

É o grupo de Cabral que trilha o caminho para se tornar vitorioso no estado, seu candidato ao Palácio Guanabara apresenta molejo político para transitar nos cenários políticos mais diversos: surgiu com Garotinho e se consolidou com Cabral, hoje inimigos declarados.

Marcelo Crivella mantém seus índices históricos e se credencia, para daqui a quatro anos, garantir novo mandato no senado.

Por outro lado, Lindberg Farias parece estar sendo fritado, tanto por parte do eleitorado do PT, quanto pelos eleitores do PSB. A aliança com os socialistas não lhe trouxe ganhos eleitorais, mas, aparentemente, perdas.

O eleitorado parece não ter aprovado Lindberg por tentar manter debaixo do mesmo guarda-chuva, apoiadores de Marina Silva e de Dilma, candidaturas que dominam o cenário no Rio de Janeiro na disputa presidencial, em uma disputa acirrada, mas que são politicamente opostas.

Seu discurso apostando no novo na política desagrada ao seu próprio partido, porque repete refrão de Marina, mas no entanto não é capaz de seduzir o eleitor de seus aliados. Apesar do PSB ter trazido tempo de TV, roubou consistência da candidatura do senador do PT e parece ter ajudado apenas a Romário, candidato ao senado com o apoio petista.

A tentativa de colar sua imagem a de Dilma, apenas na reta final, está se mostrando um erro, já que deveria ter decidido isso desde o início. A aliança construiu um muro e o candidato perdeu muito tempo se equilibrando em cima dele. O tempo é curto para uma reação e mudança de rumo político, mas em uma eleição onde nenhum candidato alcançou 30% de intenção de votos, Lindberg ainda pode ter esperanças de um tsunami vermelho alçá-lo ao segundo turno, algo pouco provável no momento.

Por último, Garotinho deverá sair fortalecido das urnas, mesmo em hipótese de derrota, se confirmados os prognósticos, o que o colocará na condição de principal liderança de oposição no Rio de Janeiro.

É Cabral, com o apoio de Picciani, Melo e Cunha, quem está rindo a toa e poderá continuar mandando no Rio de Janeiro, em um governo configurado mais a direita do que o seus dois mandatos. Pezão traz PSD, PSDB e DEM em sua barca e joga ao mar PT e o PC do B de sua coalizão.

O eleitor fluminense parece não ter ligado os nomes às pessoas…

Um comentário em “Eleições no RJ: estratégia de Cabral tem sido vitoriosa com Pezão

  1. Pingback: Dilma aciona Estadão por “denúncia” dos Correios | MANHAS & MANHÃS

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: