Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

BC independente: é o lobo o melhor gerente do galinheiro?

A ilustração que melhor define o que significa um BC independente, como defendem Marina e Aécio

A ilustração que melhor define o que significa um BC independente, como defendem Marina e Aécio

Uma constatação pescada do último debate e das reproduções na mídia de depoimentos de integrantes das equipes econômicas de Aécio Neves e Marina Silva: a apologia da independência[?] do Banco Central.

Uma assertiva que agrada aos agentes do mercado, satisfaz interesses do sistema financeiro e dá uma “polida” de modernidade ao país frente aos países desenvolvidos.

Especialistas econômicos da grande imprensa se agitam e transbordam ao leitor suas expectativas positivas.

Mas este tema tem passado ao largo de uma campanha despolitizada e mais centrada em fatos trágicos, messiânicos e personalistas.

Na moita o tema vai sendo escondido no horário político, pouco explorado pela mídia ao grande público, mas bastante discutido no meio empresarial mais próximo do binômio neoliberalismo e sustentabilidade[?], em que se apresentam os candidatos do PSB e PSDB.

Mas falta dizer, com clareza e isso precisa ser aprofundado pelas forças progressistas, independência de quem, caras pálidas?

Se o Banco Central é parte integrante da política monetária do governo, de quem estaria livre para agir?

Se do governo, surge outra questão: a quem estaria submetido ou dependente?

É muito bonito o discurso de independência, soa moderno, nos eleva a categoria dos países desenvolvidos e civilizados.

Mas o fato é que a tal propagada “independência” do Banco Central, nada mais é, tirando todos os enfeites pendurados no termo, que a total dependência da política monetária do país aos interesses do sistema financeiro, ou seja, de forma clara e objetiva: submissão aos ditames dos grandes bancos nacionais e internacionais.

Não a toa uma integrante da família que controla o maior banco privado do Brasil, o Itaú, é conselheira de Marina.

Agora, imagine uma provável divergência entre a equipe econômica do governo e a direção de um Banco Central independente sobre a adoção de taxas de juros altas para cumprir metas inflacionárias, que estariam sob responsabilidade do BC?

Se o governo, com orçamento apertado para fazer investimentos, clamar por juros mais baixos para diminuir as remessas aos credores da dívida pública e aliviar suas contas, for desautorizado pelo arbítrio do presidente do Banco Central, que venha a defender mais cautela e juros mais altos?

É a mais clara ilustração do lobo cuidando do galinheiro.

O responsável pela moeda do Estado é quem vai dizer se o governo paga mais ou menos ao sistema financeiro, de quem o Banco Central estará mais próximo!

É o fim a da competência dos organismos públicos para formular as políticas econômicas, privatizando esta gerência para entes privados!

Considerando as presenças fortes de André Lara Resende, pela equipe de Marina, e Armínio Fraga, pelo time de Aécio, isto não seria uma mera suposição ou exercício de futurologia.

A despolitização da campanha venda os olhos do eleitor sobre temas da mais alta importância para o arcabouço de país em curto/médio prazos.

Este é apenas um exemplo de como a condução do embate eleitoral nas mídias tem sido irresponsável com seu dever de informar à sociedade assuntos relevantes e, mostra o esforço descomunal da imprensa em encobrir acordos já fechados que podem gerar imenso prejuízo ao povo brasileiro.

Para pagar os juros da dívida o governo tem suas prestações indexadas pela taxa selic, que é decidida pelo Copom e dirigida pelo presidente do Banco Central.

Logo, quanto mais alta for a taxa de juros, o governo tem que provisionar mais dinheiro em seu orçamento e retirar de áreas como a educação, saúde e moradia, para saldar seus compromissos.

E quem paga a fatura é o cidadão brasileiro, que também é o eleitor quem decide se aceita ou não a concretização desta falácia.

E aí caro eleitor, é o lobo o mais indicado para gerenciar o galinheiro?

Anúncios

Um comentário em “BC independente: é o lobo o melhor gerente do galinheiro?

  1. Pingback: BC independente: O lobo é bom pra cuidar do galinheiro? | Luizmuller's Blog

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.452 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: