Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

“Caçada” à Haddad é o atual padrão dos massacres midiáticos

Na falta de pauta negativa, iG resolve polemizar com a indignação da falta de um professor de xadrez...

Na falta de pauta negativa sobre Haddad, iG resolve polemizar com a indignação do povo pela falta de um professor de xadrez…

Se há uma administração em que a mídia demoniza seus atos, distorce seus avanços e esconde seus êxitos, esta é a gestão de Fernando Haddad a frente de São Paulo.

O petista só aparece na mídia para ser atacado, até quando o dado destacado lhe é francamente positivo, há uma manobra para fazê-lo parecer ruim.

Uma matéria do iG pela manhã fazia uma chamada escandalosa ao afirmar que “3,5 mil alunos ainda estudam no ‘turno da fome’ em escolas municipais de SP” [clique no link e confira a matéria na íntegra]. O uso do termo fome é feito, de maneira maldosa, para tentar colar junto a opinião pública que a prefeitura paulista é monstruosamente insensível e seus administradores causam fome aos alunos por puro capricho.

O título é escandaloso, mas no texto é possível extrair informações que comprovam que a atual gestão tem reduzido bastante o número de alunos no horário das 11h as 15h, turno criado há 30 anos pela incapacidade do município em atender a demanda escolar.

Um dos gráficos da matéria mostra que após Haddad iniciar seu mandato reduziu o número de alunos neste horário de mais 11 mil em 2012, para 3,5 mil em 2014 e que até 2016 o governo municipal pretende extinguir este turno com a entrega de novas escolas.

Apesar de reconhecer que este é um horário inadequado para o ensino de crianças e que o mesmo deva ser encerrado o quanto antes, este valor não chega a representar 0,4% do total de estudantes matriculados na rede pública municipal de São Paulo, que possui quase 1 milhão de crianças e jovens.

No miolo da matéria[ou panfleto?] há informações importantes sobre o plano de expansão da rede escolar em andamento, mas isso é desprezado solenemente.

Mas o iG, assim como tem feito outros grandes veículos de comunicação, despreza informações positivas e prefere centrar fogo no viés negativo de qualquer notícia sobre seus adversários e ainda polemiza, em questões ordinárias e secundárias, como na fala de um aluno lamentando a falta da professora de xadrez…

Esta reportagem é a cristalina materialização do discurso de Lula que, no programa eleitoral de Dilma na última semana, não titubeou em afirmar: “Certa imprensa se transformou no principal partido de oposição”.

iG tenta escandalizar seus leitores com dado positivo da prefeitura de São Paulo...

iG tenta escandalizar seus leitores distorcendo dado positivo da prefeitura de São Paulo…

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: