Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

Bom Senso FC precisa enfrentar a CBF e a Globo

Atletas experientes lideram o movimento Bom Senso FC em busca de um calendário mais racional e de fair play administrativo dos grandes clubes do país

Atletas experientes lideram o movimento Bom Senso FC em busca de um calendário mais racional e de fair play administrativo dos grandes clubes do país

Movimento Bom Senso FC levou para as telas da TV seus manifestos por um calendário mais racional, diminuição dos jogos para os grandes clubes e aumento do número de jogos na temporada para os pequenos, pré-temporada  de um mês, ao menos, fair play administrativo dos clubes, entre outras questões importantes.

Seedorf, Paulo André, Alex, Juninho, Dida, Cris são alguns dos líderes pela mudança do futebol brasileiro.  Em comum o fato de serem atletas experientes.  Mas e os jovens como Neymar, por exemplo? Protestariam contra os desmandos da CBF?

Neymar afirmou que apóia qualquer movimento que vise “melhorar o calendário”, mas disse estar “por fora” do que o Bom Senso FC pretende.

Nesta semana os jogadores dos clubes envolvidos na rodada de meio de semana do campeonato brasileiro, cruzaram os braços ou praticaram o “futebol de pebolim” por cerca de um minuto.  Levaram faixas ao gramado para pressionar a entidade máxima do futebol brasileiro, manifestaram-se politicamente e sofreram tentativas de represálias por parte da CBF que recomendou aos árbitros que distribuíssem cartões amarelos para todos os atletas!

De fato o calendário brasileiro é ruim, com um desumano acúmulo de jogos e competições paralelas no início e no final da temporada.  Grandes clubes chegam a jogar mais de 75 partidas pro ano e os pequenos clubes ficam meses sem nenhum competição para disputar. Piora o fato de que atletas percorrem distâncias continentais para jogar partidas Brasil afora.

Taxas cobradas pelas federações são exorbitantes e o alongamento dos estaduais apenas serve para aumentar demasiadamente o número de jogos dos principais times, em torneios deficitários e sem prestígio junto ao torcedor.

A CBF e a Globo, detentora do monopólio das transmissões do futebol, tratam os jogos como parte de seus negócios e mero programa televisivo.

O horário de jogos nas noites de quarta-feira, às 22h, é criminoso para o torcedor das grandes cidades, onde geralmente não há esquema especial de transporte público para a volta para casa e só atende a grade da Globo.

O futebol está deixando de ser espetáculo dos estádios para se transformar em um programa de TV.  CBF e Globo tratam assim a paixão nacional e se recusam a ouvir os principais envolvidos do esporte: atletas e torcedores.

Grandes clubes devem somas exorbitantes ao governo, por sonegação fiscal ou descumprimento das leis trabalhistas.  É bastante comum jogadores ficarem meses sem receber salários ou direitos de imagem e não há punição contra dirigentes destas instituições.

A Globo mostrou os protestos do Bom Senso FC como se nada tivesse a ver com esta crise.  A emissora é parte disso, deste momento de ruptura. O apoio que oferece a CBF, desde Ricardo Teixeira, quando chegou a ignorar faixas de torcedores nos estádios contra o chefão máximo da entidade não pode ser esquecida.

A CBF é uma estrutura arcaica e pesada para o futebol brasileiro.  Atrasa a modernização do futebol e age, decisivamente, para a concentração de poder nas mãos de federações, currais políticos regionais, que impõe calendários surreais apenas para arrecadar taxas cobradas por partida realizada.

Mas e se a seleção brasileira cruzasse os braços? Se recusasse a jogar por um minuto ou levasse faixas do Bom Senso FC, em português e inglês, para dentro do campo? 2014 é ano de copa do mundo, a CBF puniria a todos os atletas da seleção com uma desconvocação?

E se os atletas se recusarem a entrar em campo no início da temporada de 2014? Com uma greve que forçasse os grandes clubes a jogar com atletas amadores apenas para cumprir os compromissos com a TV? Ainda assim a Globo continuaria “apoiando” o movimento?

A organização do futebol brasileiro urge e para obter sucesso nesta empreitada, os atletas precisaram combater a estrutura hoje existente, contando aí federações, CBF e Globo.

Confira a nota do Bom Senso FC sobre a tentativa da CBF em censurar os atletas:

Bom Senso FC | Nota oficial sobre manifestações na rodada

“Após as manifestações ocorridas nos jogos de quarta-feira no Campeonato Brasileiro, o Bom Senso FC reprova toda e qualquer tentativa de se evitar que os atletas se expressem de maneira pacífica e sem prejudicar o andamento do espetáculo, como aconteceu neste meio de semana. Os jogadores não estão descumprindo NENHUM item do regulamento da competição. Em TODAS as partidas houve o pontapé inicial e o início do jogo. NINGUÉM foi prejudicado: atletas, arbitragem, torcedores, TV, imprensa, patrocinadores e todos os demais envolvidos no espetáculo.

Lamentamos a tentativa de CENSURA ocorrida no confronto entre São Paulo e Flamengo. Demonstramos nossa preocupação com os jogos restantes desta rodada, esperando que nenhum profissional ou clube seja prejudicado ou punido. Que todos tenham BOM SENSO. Caso haja a tentativa de evitar que os jogadores se expressem de forma pacífica, providencias drásticas serão tomadas. Esperamos uma posição oficial, seguida de ATITUDES benéficas para o futebol brasileiro.

Bom Senso Futebol Clube

Por um futebol melhor
para quem joga,
para quem torce,
para quem transmite,
para quem patrocina.

Por um futebol melhor para todos.”

Anúncios

2 comentários em “Bom Senso FC precisa enfrentar a CBF e a Globo

  1. Pingback: Bom Senso FC precisa enfrentar a CBF e a Globo « EVS NOTÍCIAS.

  2. Pingback: Bom Senso FC precisa enfrentar a CBF e a Globo ...

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.450 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: