Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

A tônica da Folha: atacar PT, poupar tucanato e manipular a opinião pública

Para a Folha de São paulo o episódio da compra de votos para a reeleição de FHC parece ter sido espontâneo, sem interessados no fato escabroso...

Para a Folha de São paulo o episódio da compra de votos para a reeleição de FHC parece ter sido espontânea, sem interessados no fato escabroso…Já na história do mensalão, o nome do PT foi direto para capa

Atualizado em 13 de novembro de 2013: A vergonhosa manobra editorial da Folha de São Paulo, com ajuda da Globo, para proteger José Serra e Kassab do escândalo dos fiscais da prefeitura de São Paulo, são atos contínuos de um arranjo político do baronato da mídia para poupar seus aliados delinquentes e, tentar, incriminar seus adversários frente a opinião pública.

O palco final da manipulação, originada nos subterrâneos das redações conservadoras, sabe-se lá em quais termos ajuizadas e arranjadas, são as manchetes desinformadoras que jogam o nome do atual prefeito, da maior cidade do Brasil, Fernando Haddad, à julgamento público de suspeição de suas ações.  Serra e Kassab passam incólumes no noticiário do malfeito de seus assessores investigados que desviaram milhões em propinas.  Investigação originada, justamente, na gestão de Haddad.  Até quando administrações públicas se curvarão aos interesses do poder midiático?

Investigar e denunciar casos de corrupção, baseadas em evidências, é um dos serviços mais importantes prestados pela imprensa à sociedade.

Mas informar com indignação e pautas seletivas, aí tem outro nome: manipulação da opinião pública.

A grande imprensa radicalizou seu papel partidário, neoliberal e conservador em seu ofício de [des]informar, não restam dúvidas quanto a isso.

A Folha de São paulo, decadente diário paulista e em crescente crise econômica e de credibilidade, tem se utilizado de uma prática muito peculiar na apuração e publicação de escândalos.

A imagem que abre esta postagem são duas capas deste jornal em que, em um caso, trata da compra de votos para reeleição de FHC no Congresso, sem citar o nome do presidente tucano ou de seu partido.  Como se não houvessem interesses expressos para viabilizar o sucesso deste crime.  O PSDB e seus aliados perderiam as eleições de 1998 para Lula se não tivessem aprovado, a toque de caixa, a emenda da reeleição para um presidente em exercício e durante o “jogo sendo jogado”…

Mas as acusações de Roberto Jefferson, réu confesso de ter recebido valores de campanha não contabilizados nas eleições de 2004, se tornam a manchete para incriminar o PT e toda sua coletividade.

Corrupção precisa ser denunciada e exposta, ponto pacífico.

Mas é preciso cuidado para verificar quais seriam os objetivos ocultos quando grandes meios de comunicação utilizam seus vastos e poderosos artifícios midiáticos para contabilizar ganhos políticos.  Exagerando por um lado, omitindo por outro…

A Folha de São Paulo deixa bastante claro por qual lado atua, politicamente.  A divulgação das pesquisas de opinião pública foram distorcidas para tentar salvar tucano e prejudicar petista...

A Folha de São Paulo deixa bastante claro por qual lado atua, politicamente. A divulgação das pesquisas de opinião pública foram distorcidas para tentar salvar tucano e prejudicar petista…

O que está dito até aqui não é nenhuma novidade, isto é fato concreto, como afirmado tantas outras vezes, nem mais é um ato dissimulado, tem sido ostensivo e desajeitado.

Há uma grande disputa pelas versões midiáticas travadas entre governo federal e imprensa hegemônica.  O governo vem perdendo esta batalha e ainda financia com bilhões de reais em publicidade oficial a sobrevivência destas corporações, enorme prejuízo, isto sem considerar a manutenção de um ineficiente ministro das comunicações, bajulador da imprensa conservadora, Paulo Bernardo.

E não é só a Folha de São Paulo quem pratica manipulação contumaz para enganar e distorcer a realidade de seus leitores e audiência.  Estadão, Veja, Globo também estão juntas nesta tarefa.

Após duas semanas após a revista Isto É divulgar o escândalo do desvios de dinheiro público pelo PSDB, enfim a Folha de São Paulo publicou uma matéria sobre.  Mas não cita o nome do governador e nem de seu partido na manchete de capa...

Duas semanas após a revista Isto É divulgar o escândalo do desvio de dinheiro público do metrô pelo PSDB, enfim a Folha de São Paulo publicou uma matéria sobre o esquema criminoso. Mas não cita o nome do governador e nem o seu partido na manchete de capa…

Não é mera coincidência o fato dos sucessivos governos paulistas “ajudarem” a grande imprensa com a compra indiscriminada de assinaturas de jornais e revistas, grupo Folha, Abril, Estadão e Globo, para escolas e bibliotecas públicas de São Paulo com dispensa de licitação.

Ocorre que o artigo 25 da lei federal 8.666/93 determina que a inexigibilidade de licitação, está prevista nos casos em que houver inviabilidade de competição em razão de exclusividade na oferta.  Como é possível que o governo de São Paulo possa determinar que revistas semanais e jornais diários, com pautas gerais, possam apresentar exclusividade na oferta de informação?

Os valores são altíssimos e talvez expliquem tamanha afinidade política, sem contar a publicidade oficial do Palácio dos Bandeirantes paga a estas empresas.  Quem não se lembra da publicidade da Sabesp veiculada na televisão no Acre?

Confira abaixo os valores dos recentes contratos e a representação da Ação Educativa contra a nefasta prática dos governos tucanos:

Eis os contratos, datas e seus valores, de acordo com o Diário Oficial:

  • 27/julho/2011  – Época
    – Contrato: 15/00628/11/04
    – Empresa: Editora Globo S/A
    – Objeto: Aquisição pela FDE de 5.200 (cinco mil e duzentas) assinaturas da “Revista Época” – 52 Edições, destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo – Projeto Sala de Leitura.
    – Prazo: 365 dias
    – Valor: R$ 1.203.280,00
    – Data de Assinatura: 26/07/2011
    (*Primeiro comunicado no DO em 12/julho/2011 )
  • 29/julho/2011  – Isto É
    – Contrato: 15/00627/11/04
    – Empresa: Editora Brasil 21 LTDA
    – Objeto: Aquisição pela FDE, de 5.200 (cinco mil duzentas) assinaturas da “Revista Isto É”, 52 Edições, destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo – Projeto Sala de Leitura.
    – Prazo: 365 dias
    – Valor: 1.338.480,00
    – Data de Assinatura: 25/07/2011.
    (*Primeiro comunicado no DO em 12/julho/2011 )
  • 3/agosto/2011  – Veja
    – Contrato: 15/00626/11/04
    – Empresa: Editora Abril S/A
    – Objeto: Aquisição pela FDE de 5.200 (cinco mil e duzentas) assinaturas da “Revista Veja”, 52 Edições, destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo
    – Projeto Sala de Leitura
    – Prazo: 365 dias
    – Valor: R$ 1.203.280,00
    – Data de Assinatura: 01/08/2011.
    (*Primeiro comunicado no DO em 12/julho/2011 )
  • 6/agosto/2011  – Folha
    – Contrato: 15/00625/11/04
    – Empresa: Empresa Folha da Manhã S.A.
    – Objeto: Aquisição pela FDE de 5.200 (cinco mil e duzentas) assinaturas anuais do jornal “Folha de São Paulo”, destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo – Projeto Sala de Leitura
    – Prazo: 365 dias
    – Valor: R$ 2.581.280,00
    – Data de Assinatura: 01/08/2011.
    (*Primeiro comunicado no DO em 23/julho/2011 )
  • 17/agosto/2011  – Estadão
    – Contrato: 15/00624/11/04
    – Empresa: S/A. O Estado de São Paulo
    – Objeto: Aquisição pela FDE de 5.200 assinaturas anuais do jornal “O Estado de São Paulo”, destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo – Projeto Salas de Leitura.
    – Prazo: 365 dias
    – Valor: R$ 2.748.616,00
    – Data de Assinatura: 01-08-2011.
    (*Primeiro comunicado no DO em 23/julho/2011 )

Total: R$ 9.074.936,00.

*representacao_jornaisrevistas_ 2011 (1)

**publicado originalmente em 4 de agosto de 2013

Anúncios

10 comentários em “A tônica da Folha: atacar PT, poupar tucanato e manipular a opinião pública

  1. Pingback: A tônica da Folha: Atacar PT, poupar tucanato e manipular a opinião pública | bloglimpinhoecheiroso

  2. Pingback: Partidarização e manipulação midiática: corrupção tucana embaixo do tapete | Blog Palavras Diversas

  3. Pingback: Propinoduto: o povo é a vítima dos tucanos em SP | Blog Palavras Diversas

  4. Maria Meneses
    06/08/2013

    Não Silvana ele não conseguiu porque estava sozinho nessa luta. Eu também o admirava muito. Saudoso Leonel Brizola. Grande brasileiro. É isso aí FLORÊNCIO.

    Curtir

  5. Luis
    04/08/2013

    Agora vem a tona, o psdb controla a SECOM.

    Curtir

  6. Kátia Nascimento
    04/08/2013

    O fato de o governo contribuir com publicidades a esta mídia manipuladora, demonstra claramente um reconhecimento atávico do poder de destruição de governos populares ,via esquerda ….é preciso coragem para peitar e o único que reconheço com este destemor foi Leonel Brizola. Nem Lula , nem Dilma …só mesmo esta juventude nas ruas agora tem esta força , mesmo se dizendo apartidarios e sem bandeiras ,peitam a policia e combatem não só a midia mas todo sistema que a engloba e legitima..

    Curtir

    • Silvana Alves Carbonel
      04/08/2013

      Nem me fale!!! Que saudades do Brizola!!! Ele tinha muita coragem, mas não teve tempo para acabar com a imprensa marrom…

      Curtir

  7. Kátia Nascimento
    04/08/2013

    A tônica de toda a mídia partidarizada na américa latina
    e a de maior abrangencia é a, rede globo ,quando toca no assunto ,é superficial porque não tem mais onde se esconder, está na Alemanha e em vários jornais do mundo….

    Curtir

    • Kátia Nascimento
      04/08/2013

      A rede Globo ,quando tocou no assunto da falcatruas do PSDB ,nas obras do metrô , fez superficialmente, a ênfase é em tudo que possa atingir negativamente o PT .

      Curtir

  8. Pingback: A tônica da Folha: atacar PT, poupar tucanato e manipular a opinião pública | florencio1

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: