Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

“Terremoto na política” beneficia Dilma e PSDB, socialistas pragmáticos perdem

Eduardo Campos afirmou sobre o acordo com Marina: "terremoto na política brasileira". Agora reina a incerteza no ninho dos novos socialistas pragmáticos...

Eduardo Campos afirmou sobre o acordo com Marina: “terremoto na política brasileira”. Pesquisa Datafolha mostrou pulverização dos votos marineiros e Dilma disparou, agora reina a incerteza no ninho dos novos socialistas pragmáticos…[clique na imagem para ampliar]

Deu xabu nas pretensões dos novos socialistas pragmáticos?

Marina Silva não adentrou no PSB oferecendo-se como escudeira de Eduardo Campos e sua candidata a vice-presidente na chapa?

Ronaldo Caiado, do DEM, não entusiasmou-se efusivamente ao ponto de fechar um triunvirato conservador com Jorge Bornhausen e Heráclito Forte em torno da “chapa dos sonhos” da oposição desiludida com as possibilidades eleitorais de Aécio Neves e do PSDB?

O pastor Silas Malafaia, serrista em 2010, postou em sua conta no twitter sua imensa satisfação com o gol de placa de Campos.

Uma semana depois do fato político que, ao que deixa transparecer, não provocou reviravoltas eleitorais, mas sim desconfortos no ninho dos novos socialistas pragmáticos. Campos, passados sete dias do “acerto político”, é obrigado a afirmar que  o PSB ainda não tem candidatura definida para as eleições presidenciais…

Ou seja, o neto de Miguel Arraes não é mais a única aposta dos conservadores e talvez nem a mais forte.

Especificamente, imposições externas, vindas dos novos aliados e de setores conservadores da sociedade que não gostam de jogar [patrocinar] para perder.

Marina, com esta declaração de Campos, desponta, apesar de novata na área, a ser a dona do pedaço no PSB.

Tal qual Serra pode ser o dono da chapa do PSDB, tamanha a incapacidade de Aécio em consolidar-se como liderança partidária.

Os netos de influentes e habilidosos políticos do passado, Arraes e Tancredo neves, mostram-se vacilantes e frágeis para costurar apoios consistentes para as suas pretensões eleitorais mais importantes.

Pesquisa Datafolha publicada neste sábado confirmou a pulverização em partes quase iguais entre Dilma, Aécio e Campos.  Em outros cenários testados, Marina e Serra se saíram melhores que seus colegas de partido, mas ainda com amplo favoritismo de Dilma. A considerar o fato de que esta pesquisa foi feita sob intenso noticiário acerca do fato político da aliança em torno da chapa do PSB e do programa do partido veiculado na última quinta-feira.  O que deve ter ajudado a melhorar os índices de Campos e Marina.

Ao final de uma matéria publicada pela agência Reuters [reproduzida abaixo], Campos afirma que a aliança com Marina “provocou um verdadeiro terremoto na política brasileira”, talvez o mais correto seja dizer que provocou um rebuliço em seu partido e nos bastidores de suas novas órbitas políticas.

É também sintomático que o governador de Pernambuco ter que registrar em sua fala que não haverá nenhum problema entre o PSB e a Rede para definir a chapa.  Mas Marina não é uma filiada do PSB? A Rede é o que, afinal?

Eduardo Campos afirma que PSB só definirá candidato presidencial em 2014

 O PSB, que recebeu no sábado passado o apoio da ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, anunciou nesta quinta-feira que só definirá no ano que vem o nome de seu candidato às eleições presidenciais.

“A decisão que tomamos com clareza é que estamos fazendo uma aliança que procura a identidade e é necessário não começar pelos nomes, mas sim pelo conteúdo para dialogar pelo Brasil que queremos”, afirmou em São Paulo o presidente do partido e governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

No ato, o primeiro ao qual Campos e Marina compareceram juntos após pactuar a aliança política, depois que a Justiça eleitoral impediu a ex-ministra de criar um novo partido, os dois insistiram que se deve definir primeiro o “conteúdo programático” para a candidatura.

No dia 29 de outubro, também em São Paulo, o PSB realizará um seminário para discutir o conteúdo de seu programa político visando às eleições gerais do ano que vem.

“Em 2014 nós vamos tomar uma decisão sobre a fórmula. Não haverá nenhum problema entre o PSB e a Rede (o partido que Marina pretendia criar) para definir esse assunto”, garantiu Campos, em discurso endossado por Marina, que assegurou que nesse caminho se ganhará “substância de conteúdo político”.

Campos comparou a chegada de Marina ao PSB com o nascimento nos anos 1980 do PT, do qual a ex-ministra participou da fundação. Segundo o governador, a nova aliança “provocou um verdadeiro terremoto na política brasileira”.

EFE

Anúncios

4 comentários em ““Terremoto na política” beneficia Dilma e PSDB, socialistas pragmáticos perdem

  1. Socialistas pragmáticos. O que isso? Eu tenho a plena certeza que são oportunistas de plantão. Eu digo isso porque o socialismo é um só. E esses caras não adiantam se fingirem de cordeirinho por que o povo brasileiro sabe que são todos raposão.

    Curtir

    • diversaspalavras
      13/10/2013

      Caro Esdras, este termo é utilizado aqui para, implicitamente, apontar as contradições dos agentes da pretensão dos auto intitulados reinauguradores da nova política… O socialismo deve-se ao nome do partido, o pragmatismo, refere-se às pretensões eleitorais, apenas…

      Curtir

    • diversaspalavras
      13/10/2013

      Note que a resposta foi bem ao estilo das notas do Rede sustentabilidade…Explicando o já explicado. Abs!

      Curtir

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.452 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: