Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

Os “heróis” da mídia viraram vândalos? É que Dilma cresceu…

Imprensa conservadora mudou o tratamento dedicado aos manifestantes. Os heróis de 3 meses atrás, agora são vândalos.  Dilma cresceu nas pesquisas e manifestações não servem mais

Imprensa conservadora mudou o tratamento dedicado aos manifestantes. Os heróis de 3 meses atrás, agora são apenas vândalos. Dilma recuperou parte de sua popularidade e manifestações não tem mais serventia para seus opositores midiáticos…

O que tem a ver a recuperação da popularidade de Dilma e a criminalização das manifestações de rua por parte da grande imprensa?

Elementar, meus caros.  As manifestações encolheram e aqueles que continuam a frente dos protestos, em sua grande maioria, clamam por pautas que vão de encontro com aquilo que o governo Dilma também defende, como a reforma política, ou contra governos estaduais duramente desgastados, mas amigos da imprensa conservadora,  como Geraldo Alckmin e Sérgio Cabral, alvos de protestos cada vez mais frequentes.

As ruas elegeram, também, a democratização da mídia como uma das mais importantes reivindicações sociais.

As empresas de comunicação tem ojeriza a este tema e elegem, por conta própria, supostas bandeiras populares a partir de colunas de jornais para encobrir clamores que os desagradem e coloquem em risco seus lucrativos negócios desregulados pelo Estado.

Não há mais sintonia entre aquilo o que a grande imprensa defende e aquilo que, de fato, os protestos que ocupam as ruas de grandes cidades exigem neste momento.

A defesa midiática de temas conservadores perdeu terreno, não encontra mais eco, nem tampouco massa de manobra ingênua o suficiente para fazer prosperar uma agenda nefasta, recheada de retrocessos políticos e sociais.

Resultado dessa equação é mais uma derrocada da imprensa hegemônica e a, consequente,  recuperação da popularidade de Dilma.

Em todas as recentes pesquisas, a presidenta venceria as eleições de 2014.

Restou as grandes corporações de mídia criminalizar e mudar, drasticamente, o tratamento dedicado aos jovens que saem as ruas para protestar contra o mega escândalo do trensalão em São Paulo, sob forte bloqueio midiático;  contra o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, no episódio da dominação da CPI dos ônibus por vereadores governistas e aliados da máfia dos transportes públicos; ou o cerco ao governador Cabral e suas políticas equivocadas na área da educação e da segurança pública.

A economia apresenta sinais de recuperação, o emprego segue estável e a inflação controlada.  Dilma não é afetada por movimentos reivindicatórios que explodem no Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.  Porém os governadores destes estados sofrem pressão popular cada vez mais articulados, apesar da ajuda da grande imprensa através de noticiários brandos e descontinuados na cobertura de escândalos de corrupção, mas que já se propagaram pelas redes sociais.

O que houve para que ocorresse uma mudança de enfoque tão radical sobre as manifestações, em apenas três meses? Dilma recuperou fôlego e tem emplacado sua agenda positiva, como a lei dos royalties para a educação e saúde e o programa “Mais Médicos”, apoiado por 74% da população brasileira.  As recentes pesquisas demonstram que parece haver uma boa receptividade das ações do governo por parte considerável da sociedade brasileira

Agora, os jovens manifestantes não servem mais aos interesses políticos da imprensa conservadora, logo deixaram de ser heróis do “gigante que despertou”, para serem rotulados apenas como vândalos…

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.452 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: