Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

Globo incitou manifestações no 7 de setembro no Rio

Esta faixa foi mostrada, acidentalmente, pelas câmeras da Globo no RJTV especial que incitava a formação de novos focos de manifestações...

Esta faixa foi mostrada, acidentalmente, pelas câmeras da Globo durante a transmissão do RJTV especial que incitava a formação de novos focos de manifestações no 7 de setembro do Rio de Janeiro…

A grande imprensa alarmou durante semanas  sobre as manifestações que “tomariam conta das ruas do Brasil” no sete de setembro, mas o que se viu foi um encolhimento dos protestos para o real tamanho das suas indignações alvo.

Os maiores agrupamentos aconteceram no Rio de Janeiro e foram direcionados para Sérgio Cabral, mas não somente.  A Globo também foi alvo destes protestos na capital fluminense, mas, como esperado, não noticiou que os manifestantes também pediam a democratização da mídia e gritavam palavras de ordem contra ela.

Apesar da ira de alguns grupos contra Cabral, o número de participantes foi baixo.

As emissoras de TV seguiram suas programações normalmente.

A exceção foi a Globo que cobriu os protestos em um RJTV especial.

A transmissão ao vivo do que ocorria na avenida Presidente Vargas, importante via do centro do Rio de Janeiro, parecia sob medida para, além de informar, incitar a participação mais pessoas para que comparecessem ao local e engrossassem a massa de descontentes.

Imagens de helicópteros e de celulares foram utilizadas para tentar amplificar as manifestações e torná-las ainda maior do que, de fato, eram.  A Globo tentou assumir o comando das ruas e criar fato político através de sua programação pró-manifestos apolíticos. Mas falhou…

Por volta das 12h30, uma imagem aérea fechada em um grupo de manifestantes deu close em uma faixa que se lia: “Abaixo a Rede Globo”. Imediatamente o câmera postado no helicóptero, avisado pela produção do jornalístico, abriu a imagem e tirou o foco da faixa.

Nenhum comentário foi feito sobre aquela queixa registrada na faixa flagrada acidentalmente pelas câmeras globais…Ah, a dissimulação da Globo permanece, tal qual a sua desfaçatez ao reconhecer o erro de ter apoiado a ditadura, com a qual lucrou bastante, 50 anos depois!

O fracasso das manifestações convocadas por grupos radicais de direita e, amplamente divulgados pela imprensa, como espécie de convocatória cívica conservadora, representa uma vitória de Dilma, pois foi pouco incomodada, e mais preocupações para alguns governadores, como Cabral e Alckmin, que seguem cercados por grupos sociais descontentes.

A Globo e seus pares midiáticos acusaram o golpe e puderam perceber que não são capazes de direcionar a indignação de movimentos organizados ou desorganizados.

E se o grupo que ocupou o monumento ao Zumbi dos Palmares tivesse mudado o rumo e chegado até a rua Irineu Marinho, nº 35, ali perto, onde funciona o QG do jornal O Globo?

Em Brasília o prédio da emissora carioca foi apedrejado…

O feitiço virou contra o feiticeiro, é uma máxima que esteve perto de se concretizar a Globo, não por acaso, no dia da independência…

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: