Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

Os peculiares tempo e consciência da Globo

Globo imagina admitir algo que ninguém sabia? Apoio da emissora e da corporação midiática da família Marinho era notório e se estende até os dias de hoje àqueles que jogam pesado contra os interesses nacionais.  Esta outra confissão se dará quando? Em 2044?

Globo imagina admitir algo que ninguém sabia? Apoio da emissora e da corporação midiática da família Marinho a ditadura militar era notório e se estende até os dias de hoje àqueles que jogam pesado contra os interesses nacionais. Esta outra confissão se dará quando? Em 2044?

A emissora que, indisfarçadamente, apoiava e “ufanizava” os militares durante a ditadura, após quase 50 anos admite que “errou ao apoiar” o período de exceção, que vitimou milhares de brasileiros, inclusive muitos de seus empregados da área artística e jornalística foram perseguidos pelos governos que a família Marinho, entusiasticamente sustentava.
Imaginando que a Globo dê prosseguimento ao seu programa de revisar seus atos históricos, a seu tempo e oportunidade [oportunismo?], somente em 2039, mais ou menos, admitirão que fizeram de tudo para que Collor vencesse as eleições de 1989.
Lá por 2044, quem sabe, vão confessar que o apoio a eleição e reeleição de FHC, ignorando os demais candidatos da época e se recusando a organizar debates para não questionarem o seu apoiado, tinha objetivo maior: chegava as privatizações, que serão admitidas lá por 2046/2047…E suas benesses divididas com alguns poucos.
O que a Globo fez e tenta fazer, mais uma vez, é manipular corações e mentes, quer convencer aos mais desavisados que “errou”, mas que agora, sabe-se, está ao lado do povo.
Sua história e seus recentes atos demonstram o contrário.
A Globo é parte de uma corporação que engloba rádios, televisões, jornais impressos, revistas semanais e internet. Não estão dissociados, apenas visam públicos distintos. Mas no final, a missão é a mesma, interferir e decidir, ao seu modo e para garantir seus interesses, os rumos do país.
Quem, em sã consciência, passado tanto tempo e observando tantas sabotagens contra o Brasil, passaria um cheque em branco para a emissora do Jardim Botânica, que sonega quase R$1 bilhão em impostos, mas, dissimuladamente, faz campanha para arrecadar dinheiro no programa “Criança Esperança”?
O Brasil é outro e as posturas precisam ser outras em relação a estas corporações danosas aos interesses nacionais e à democracia.
As pessoas saíram as ruas, também, para questionar esse modelo de negócio da mídia e o tipo de serviço que prestam, sem regulação do Estado ou da sociedade.
O gigante sempre esteve acordado, só não passava na Globo, logo, podiam dizer que ele adormecia…

Anúncios

2 comentários em “Os peculiares tempo e consciência da Globo

  1. Pingback: Matéria Incógnita – Inovação e Criatividade » Concorrentes da Globo querem trocar Ibope por instituto GfK

  2. Pingback: Os peculiares tempo e consciência da Globo (via Blog Palavras Diversas) | Beto Bertagna a 24 quadros

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.452 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: