Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

DEM, PSD, PP, PSDB e PMDB: o que eles tem em comum?

Congresso aprovou moção de repúdio as ações ilegais dos EUA no Brasil.  Partidos de oposição e da base aliada foram contra o repúdio do governo brasileiro ao maior escândalo de espionagem do planeta

Congresso aprovou moção de repúdio às ações ilegais dos EUA no Brasil. Partidos de oposição e da base aliada foram contra o repúdio do governo brasileiro ao maior escândalo de espionagem do planeta.  Por que será?

Estes partidos, da base aliada e da oposição, lideram a lista de parlamentares  favoráveis a espionagem dos Estados Unidos contra o Brasil, confira a listagem e a matéria da Brasil de Fato.

86 deputados federais são favoráveis à espionagem dos EUA contra o Brasil

Parlamentares do DEM, PMDB, PSDB, PMN, PP, PR, PRP, PSB, PSC, PSD e PTB votaram contra a moção de repúdio à espionagem estadunidense de cidadãos, empresas e instituições brasileiras apresentada no último dia 9

 A Câmara dos Deputados aprovou, na última terça-feira (9), uma moção de repúdio ao governo dos Estados Unidos em razão da denúncia de espionagem de mensagens eletrônicas e telefonemas brasileiros.

A proposta apresentada por José Guimarães (PT), no entanto, foi rejeitada por 86 deputados federais. Os votos contrários à moção foram registrados por deputados dos partidos DEM, PMDB, PSDB, PMN, PP, PR, PRP, PSB, PSC, PSD e PTB, pertencentes às bancadas evangélica e ruralista, como aponta o mapeamento da votação realizado pelaDiálogos do Sul.

Em números percentuais os partidos que se mostraram mais favoráveis à continuidade das ações de espionagem dos Estados Unidos contra o Brasil foram o DEM – 20 dos 23 deputados; o PSD – também 20 dos 32 deputados; o PP – 17 dos 24 deputados; e o PSC – 8 de 10 deputados. Merece registro que 14 deputados do PMDB votaram contra a moção, o que representa cerca de 20% da bancada do partido na Câmara dos Deputados.

Já as principais lideranças tucanas na Câmara se abstiveram na votação. Líderes do PSDB, tais como Mendes Thame, Duarte Nogueira, Eduardo Azeredo, Antonio Imbassahi, Jutahi Junior e Nelson Marchezan Júnior votaram pela abstenção. De acordo com a Diálogos do Sul, “tal fato reforça as denúncias de que desde o governo FHC, empresas e o próprio governo brasileiro colaboram com as autoridades e práticas imperialistas dos Estados Unidos”. (com informações da Revista Diálogos do Sul).

Confira abaixo o texto da moção de repúdio.

MOÇÃO DE REPÚDIO

Nós, parlamentares da Câmara dos Deputados da República Federativa do Brasil, manifestamos:

O nosso repúdio à espionagem e o monitoramento de bilhões de e-mails, telefonemas e dados de empresas e cidadãos brasileiros, bem como do governo do Brasil, supostamente realizados por agências de inteligência dos Estados Unidos da América, que violam direitos de empresas e cidadãos brasileiros e atentam contra a soberania nacional.

Ao mesmo tempo, externamos o nosso apoio às iniciativas do Estado brasileiro, que pretende levar este grave caso à consideração da Organização das Nações Unidas (ONU) e da União Internacional das Telecomunicações (UIT).

Declaramos, ademais, nossa concordância com as iniciativas destinadas a criar uma agência multilateral, no âmbito do sistema das Nações Unidas, para gerir e regulamentar a rede mundial de computadores, poderoso instrumento de uso compartilhado da humanidade.

Por último, externamos a nossa apreensão com a segurança do cidadão estadunidense Edward Snowden, que está refugiado, há dias, no aeroporto de Moscou.

Confira também a lista de parlamentares que são favoráveis à continuidade da espionagem dos EUA e contra o respeito à privacidade de cidadãos, empresas e instituições brasileiras.

Abaixo, segue a lista dos parlamentares que votaram contra a moção:

DEM – 16 votos

Abelardo Lupion – PR

Alexandre Leite – SP

Augusto Coutinho – PE

Claudio Cajado – BA

Davi Alcolumbre – AP

Eli Correa Filho – SP

Jairo Ataíde – MG

Jorge Tadeu Mudalen – SP

Júlio Campos – MT

Luiz de Deus – BA

Mandetta – MS

Mendonça Filho – PE

Onyx Lorenzoni – RS

Paulo Cesar Quartiero – RR

Rodrigo Maia – RJ

Ronaldo Caiado – GO

Total de Bancada: 20

 

PMDB – 12 votos

Aníbal Gomes – CE Obstrução

Darcísio Perondi – RS

Edio Lopes – RR

Fernando Jordão – RJ

Lucio Vieira Lima – BA

Marçal Filho – MS

Marcelo Almeida – PR

Mauro Mariani – SC

Osmar Terra – RS

Silas Brasileiro – MG

Valdir Colatto – SC

Wladimir Costa – PA

Total da Bancada: 64

 

PMN – 3 votos

Francisco Tenório – AL

Jaqueline Roriz – DF

Total da Bancada: 3

 

PP – 17 votos

Arthur Lira – AL

Dilceu Sperafico – PR

Esperidião Amin – SC

Iracema Portella – PI

Jair Bolsonaro – RJ

Jerônimo Goergen – RS

Lázaro Botelho – TO

Luis Carlos Heinze – RS

Luiz Fernando Faria – MG

Missionário José Olimpio – SP

Renato Andrade – MG

Renzo Braz – MG

Roberto Balestra – GO

Roberto Britto – BA

Roberto Teixeira – PE

Sandes Júnior – GO

Vilson Covatti – RS

Total da Bancada: 24

 

PR – 5 votos e 1 abstenção

Bernardo Santana de Vasconcellos – MG

Henrique Oliveira – AM

Maurício Quintella Lessa – AL

Paulo Freire – SP

Vicente Arruda – CE Abstenção

Total da Bancada: 24

 

PRP – 1 voto

Jânio Natal – BA

Total da Bancada: 2

 

PSB – 2 votos e 1 abstenção

Fernando Coelho Filho – PE Abstenção

Júlio Delgado – MG

Paulo Foletto – ES

Total da Bancada: 21

 

PSC – 8 votos

Andre Moura – SE

Costa Ferreira – MA

Deley – RJ

Lauriete – ES

Nelson Padovani – PR

Pastor Marco Feliciano – SP

Takayama – PR

Zequinha Marinho – PA

Total da Bancada: 10

 

PSD – 20 votos

Ademir Camilo – MG

Arolde de Oliveira – RJ

Átila Lins – AM

Carlos Souza – AM

César Halum – TO

Danrlei De Deus Hinterholz – RS

Eduardo Sciarra – PR

Eleuses Paiva – SP

Fernando Torres – BA

Guilherme Campos – SP

Hélio Santos – MA

Hugo Napoleão – PI

Jefferson Campos – SP

João Lyra – AL

José Carlos Araújo – BA

Júlio Cesar – PI

Manoel Salviano – CE

Onofre Santo Agostini – SC

Sergio Zveiter – RJ

Walter Ihoshi – SP

Total da Bancada: 32

 

PSDB – 2 votos e 10 abstenções

Alfredo Kaefer – PR

Andreia Zito – RJ

Antonio Carlos Mendes Thame – SPAbstenção

Antonio Imbassahy – BA Abstenção

Duarte Nogueira – SP Abstenção

Eduardo Azeredo – MG Abstenção

Jutahy Junior – BA Abstenção

Nelson Marchezan Junior – RS Abstenção

Nilson Leitão – MT Abstenção

Plínio Valério – AM

Reinaldo Azambuja – MS

Vaz de Lima – SP Abstenção

William Dib – SP Abstenção

Total da bancada: 39

 

PTB – 2 votos

Arnaldo Faria de Sá – SP

Sérgio Moraes – RS

Total da Bancada: 13

 

Brasil de Fato

Anúncios

Um comentário em “DEM, PSD, PP, PSDB e PMDB: o que eles tem em comum?

  1. marta rejane serini
    15/07/2013

    Não da p/ acreditar que tantos deputados votaram contra este repúdio….cada vez me decepciono mais com os direitosos deste pai!!!!!!

    Curtir

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 15/07/2013 por em politica e marcado , , , , , .

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.452 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: