Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

Ah os conservadores…Roger Waters: Piñera e o "muro" que isola a verdade

Estudantes chilenos protestam por uma educação pública e de qualidade para todos, mas consta na cartilha de Piñera o fechamento de “escolas vazias” como uma ação administrativa comum

Chile: Roger Waters fica chocado com respostas de Piñera

O músico britânico Roger Waters revelou estar “em choque” depois da reunião que manteve com o presidente do Chile, Sebastián Piñera, onde esteve para fazer dois shows.
Durante o encontro, Waters e Piñera trataram sobre o sistema de educação chileno, a política energética do governo e a repressão policial durante os protestos sociais.

Em uma carta aberta divulgada nesta sexta pela Radio Futuro, o ex-líder do Pink Floyd questiona as respostas de Piñera a suas perguntas.

“Deixei o Palácio La Moneda em estado de choque, apesar de não ter dito nada à imprensa reunida fora do local. ‘Estou sendo muito duro com o senhor presidente? Espero que não. Será que todos os políticos são tão descuidados com a verdade?”, declarou.

“Questionei Piñera sobre muitos temas, entre os quais o da educação, a política energética e, sobretudo, a forma com que a política reage àqueles que realizam protestos contra ela”, assinala o artista.

“Suas respostas foram surpreendentes, no mínimo”, discorre Waters, ao destacar que o encontro com o presidente chileno foi realizado em termos “bastante cordiais”.

Sobre o sistema educacional, Waters disse que Piñera lhe assegurou que todas as crianças e jovens entre 5 e 18 anos podem estudar em centros públicos ou privados.

“Segundo o presidente, cada pai no Chile escolhe a escola de seu filho e o Estado vela por todo o sistema”, disse Waters, considerando que a afirmação de Piñera “ressoa a uma utopia” diante do que viu no país.

O artista mostrou-se surpreso quando Piñera lhe respondeu ao que acontece com as escolas que ficam vazias porque os pais resolvem mudar os filhos para escolas melhores.

“Que acontece com as escolas vazias? Piñera respondeu que “as fechamos”, relata Waters, mostrando desolação com a resposta.

Já o embaixador britânico no Chile, Jon Benjamin, corre em defesa de Piñera. Para ele, a versão do encontro divulgada pelo músico não corresponde ao que viu quando presenciou a conversa entre os dois.

Waters colocou os representantes de sua nação em saia justa recentemente, ao afirmar que as Ilhas Malvinas “deveriam ser argentinas” durante sua turnê por países da América Latina, certamente isso fez com que o governo britânico e seus representantes na região tomassem distância do músico.

Vermelho
Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.452 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: