Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

Repercussão de Privataria Tucana: "Pelo que eu saiba, Ricardo Sérgio não fez nada de errado"

Veja já denunciou Ricardo Sérgio de Oliveira, que FHC diz que “não fez nada de errado”, se a Veja quiser tem farto material pra ir a fundo nesse escândalo, mas não vai…

E a jornalista da Folha de São Paulo pareceu se satisfazer com a “explicação” de um dos acusados, FHC…

A casa dos tucanos caiu! Amaury Ribeiro Jr. lança livro bomba, “Privataria tucana” e a revista Carta Capital destaca, com entrevista exclusiva, aquilo que o ex-repórter da Globo tem a contar sobre os crimes cometidos nos processos de privatizações do governo FHC, ou como Élio Gaspari um dia chamou de privataria.
Um termo muito adequado aquilo que foi realizado no país durante o governo neoliberal dos tucanos, em que José Serra, ex-ministro do Planejamento e da Saúde neste período, é apontado como um dos maiores responsáveis por um esquema bilionário de desvios dos recursos das vendas de empresas públicas, como a Vale do Rio Doce, por exemplo, que segundo FHC disse, foi Serra quem o “aconselhou” a vender.

A Carta Capital acende o estopim, mas é pouco provável que os demais órgãos de imprensa se interessem em escavar tão promissor assunto. Muito provável que ajam para desqualificar o autor do livro bomba, recheado de documentos que comprovam sua tese, para livrar a cara de seus aliados e patrocinadores.

A grande imprensa brasileira, conservadora até no osso, deverá escalar seus maiores expoentes para por abaixo qualquer reputação de quem pense em sustentar o que Amaury Ribeiro Jr. denuncia. Neste caso, deverão agir protegendo amigos, para se pouparem de investigações que podem chegar as grandes redações, pelas posturas antiéticas de seus chefes, desleixas para com um assunto de extrema relevância e omissas em aprofundar indícios gravíssimos que envolve cifras estratosféricas, da nossa história recente.

Em uma das primeiras repercussões sobre o assunto, FHC, respondendo a jornalista Mônica Bérgamo, afirmou desconhecer que Ricardo Sérgio, apontado como o articulador do esquema de corrupção tucana, como esclarece o autor, tivesse cometido qualquer irregularidade ao dizer: “Pelo que eu saiba, Ricardo Sérgio não fez nada de errado” e a colunista da Folha de São Paulo parece ter ficado satisfeita com a resposta…

Estará começando uma das maiores operações “abafa” de nossa história, com a mídia ignorando o fato escandaloso, ou a imprensa independente, a Justiça e a sociedade civil organizada, como a OAB, poderão levar adiante devastadoras provas para punir seus malfeitores?

O emendão tucano, esquema de propinas pagas por emendas parlamentares da base de sustentação do governo de Alckmin na Assembléia Legislativa de São Paulo, já foi, exemplarmente, abafado.  Na ponta do lápis, quanto deve custar tamanha ignorância editorial dos grandes veículos de comunicação do país sobre estes atos de corrupção???

É só o começo ou o fim?

Você já leu?
Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 09/12/2011 por em Uncategorized.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: