Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

"Gana Perú" triunfa: Ollanta Humala derrota o fujimorismo

Vitória: Ollanta encarna a esperança do povo peruano por um futuro melhor

Uma eleição só decidida no último instante, assim Ollanta Humala, nacionalista de centro esquerda, sai-se vitorioso de um pleito, segundo projeções sobre os resultados parciais divulgados, que só se configurou desta maneira por conta da forte campanha contra que sofreu o candidato da coligação “Gana Perú”.

A campanha teve ares de “caça as bruxas” na imprensa peruana, com jornalistas demitidos e se demitindo, com destaque para o protesto de Vargas Llosa, que renunciou a uma coluna periódica em um grande jornal peruano por discordar, veementemente, contra a linha editorial vergonhosamente mentirosa.  Todos se posicionaram contra uma disputa desigual e escandalosa operacionalizada pela mídia peruana.

Ollanta derrota o atraso que Keiko representava: o fujimorismo.
De agora em diante o vencedor das eleições mais apertadas dos últimos tempos na América do Sul, encarna a esperança por dias melhores do povo peruano.

Acima do post é possível acompanhar os resultados divulgados, em tempo real.

Vargas Llosa: Peru ‘derrotou fascismo’ e ‘salvou a democracia’


O escritor peruano Mario Vargas Llosa afirmou neste domingo que seu país “salvou a democracia” com triunfo na eleição presidencial do candidato nacionalista Ollanta Humala sobre a congressista Keiko Fujimori, segundo as pesquisas provisórias.




“Foi uma derrota do fascismo que salvou a democracia, os peruanos atuaram com responsabilidade, fizeram uma adesão ao sistema de liberdade e de legalidade que queríamos defender, e acho que devemos comemorá-la como uma grande vitória da democracia no Peru”, disse o escritor em declarações da Espanha à rádio emissora Cadena Peruana de Notícias.


Humala parece ser o vencedor das eleições presidenciais peruanas, ao ter obtido mais de 5 pontos de vantagem sobre a rival Keiko Fujimori, segundo as primeiros pesquisas de boca de urna realizadas por três empresas pesquisadoras. O prêmio Nobel de Literatura de 2010, que apoiou a candidatura de Humala, considerou que agora “é muito importante que o futuro presidente do Peru dê todos os sinais necessários para reconciliar a família peruana”.


Para Vargas Llosa o triunfo de Humala se baseou em seu distanciamento do presidente venezuelano, Hugo Chávez, com o qual se vinculou em 2006, mas do que tomou distância durante esta campanha eleitoral. “Ollanta Humala tem que entender que esta vitória foi graças às classes médias, que acreditaram nele”, concluiu. O escritor também disse que a derrota de Keiko Fujimori livrou o Peru “de uma ditadura que foi terrivelmente corrompida e sangrenta”.


Terra

Leia também:

“Gana Perú” ou “Força 2011”? O destino do Peru sendo votado hoje

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 05/06/2011 por em Uncategorized.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: