Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

A culpa é do Lula: 2.860.809 motivos para apontá-lo culpado

O operário no meio do povo

2010: recorde absoluto de geração de empregos formais

Os números corrigidos, para cima, da geração de empregos formais em 2010 darão muito trabalho aos “especialistas em política e economia” da grande imprensa conservadora brasileira, regiamente remunerados e formalizados, a relativizarem o estrondoso fato social produzido pelo governo do operário que dá “trabalho” e “coragem” aos seus adversários, que de cara limpa e sem argumentos palpáveis, são obrigados a vir a público desmerecer ou diminuir o número absoluto divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego hoje:
Foram gerados no Brasil em 2010 novos 2.860.809 empregos formais, o que corresponde a um crescimento de 6,9% em relação ao ano de 2009!  Recorde absoluto.
Tentarão em vão…

O que se confirma, a cada dado divulgado pelos órgãos de Estado, é que Lula protagonizou o maior governo da história deste país.  Esta afirmação está longe de elegê-lo o homem que resolveu todos os problemas do Brasil em seus oito anos de mandato, mas é certeira em afirmar que foi o presidente que começou a tratar dos seus maiores males sociais, alcançando, em algumas áreas, resultados impressionantes e que, por outro lado, revelam, também, a imobilidade condenável de seus últimos antecessores em buscar atenuar muitas mazelas que afligem o povo brasileiro.

Hobsbawn em uma entrevista de 2009 afirmou categoricamente:
“Lula é o verdadeiro introdutor da democracia no Brasil. E ninguém o havia feito nunca na história desse país. Por isso hoje tem 70% de popularidade, apesar dos problemas prévios às últimas eleições. Porque no Brasil há muitos pobres e ninguém jamais fez tantas coisas concretas por eles, desenvolvendo ao mesmo tempo a indústria e a exportação de produtos manufaturados.”

Esta afirmação acerta no ponto: as políticas do governo Lula possibilitaram o avanço do emprego para aqueles que necessitavam de renda e proteção social, possibilitando que fossem gerados ao longo de 8 anos, 15,384 milhões de empregos com carteira assinada, praticamente uma Bolívia e Paraguai juntos, em um crescimento expressivo de 53,63% ao longo do período!

A ampliação do mercado de trabalho, a um crescimento anual de 5,51%, a uma média de geração de empregos de 1,923 milhões de vagas por ano, é algo inédito na história do Brasil.  Até dezembro de 2010 haviam cerca de 44 milhões de trabalhadores que possuíam vínculos empregatícios formais em um universo de, aproximadamente, 66,7 milhões.

Lula inseriu as pessoas comuns em um novo e ampliado mercado de trabalho, com crescimento real de salários em uma economia estável e dinâmica, apresentando a estas pessoas a proteção social que o documento surgido na era Vargas atende.  Direitos trabalhistas básicos como férias, 13º salário, FGTS etc. Além de plano de saúde, muitas vezes extensivos a família.

Lula fez dessas pessoas, através das políticas econômicas e sociais de seu governo, a nova classe média brasileira, um contingente humano gigantesco, do tamanho da população da Argentina, em que mais de 36 milhões saíram da pobreza e migraram para a classe média, com acesso a financiamento da casa própria e de bens, como automóveis, o que fez crescer a taxas chinesas a indústria automobilística e a construção civil nacionais.

As políticas sociais deram conta de retirar da pobreza extrema quase uma Venezuela inteira, cerca de 28 milhões de pessoas, historicamente esquecidas pelo poder público.

O ministro Carlos Lupi foi feliz em afirmar que “a maior riqueza do Brasil é o emprego”, um bem que apenas recentemente foi valorizado e bastante presente na pauta da imprensa brasileira, devido a divulgação de um conjunto de dados positivos para a população brasileira.

O Ministério do Trabalho também confirmou o crescimento da renda do trabalhador ao longo do período de 2003-2010: crescimento real de 21,29%, proveniente do aumento de 22,13% para as mulheres e de 21,49% para os homens.

Os setores que mais contribuíram para alcançar o recorde de carteiras assinadas foram, Serviços com 1,109 milhões, Comércio, com 689,3 mil empregos, a Indústria de Transformação, com 524,6 mil, e a Construção Civil, com 376,6 mil postos.

Lula consolida sua herança bendita e como governante mais eficaz no combate a desigualdade e pobreza, o que se evidencia não é pouco, muito pelo contrário.

Assim como não será fácil o trabalho dos “especialistas da grande mídia” tentarem fazer crer que se tratam de “números triviais”, “detalhes estatísticos”, nada que mereça estardalhaço.

Leia também:

Anúncios

2 comentários em “A culpa é do Lula: 2.860.809 motivos para apontá-lo culpado

  1. Marcio Carneiro,
    18/05/2011

    A verdade está publicada e nunca foi refutada.

    O resto é propaganda do Duda Riefenstahl Mendonça: http://www.escandalodomensalao.com.br/indice.php

    Figura mais controvertida do mundo árabe, Muamar Kadafi acaba de dizer que vai morrer na Líbia como um “mártir”. Ou seja, ainda vai haver muito derramamento de sangue no país africano.

    Kadafi sempre foi visto como um pária no mundo ocidental, mas nos últimos anos aproximou-se de lideranças como Nicolas Sarkozy, Silvio Berlusconi e, em especial, a Lula.

    Durante os oito anos de governo, Lula encontrou-se quatro vezes com o ditador líbio. Logo no primeiro ano de gestão, em 2003, o brasileiro foi recebido em Trípoli.
    Em julho de 2009, novamente em território líbio, Lula chamou Kadaffi de “amigo e irmão”. http://www.gazetadopovo.com.br/blog/conexaobrasilia/?id=1099484

    Curtir

  2. Marcio Carneiro,
    18/05/2011

    Índice
    Capítulo 1
    'O governo Lula é o mais
    corrupto de nossa história'
    Capítulo 2
    Montanhas de dinheiro: em pacotes,
    malas, carros-fortes e até em cuecas
    Capítulo 3
    Lula, o chefe

    Capítulo 4
    A história do 'acordo criminoso' da
    chapa Lula/José Alencar em 2002
    Capítulo 5
    O escândalo do dossiê: flagrante
    de R$ 1,7 milhão em dinheiro vivo
    Capítulo 6
    Os 403 dias que marcaram
    o escândalo do mensalão
    Capítulo 7
    Na denúncia do procurador-geral da República,
    mensalão foi ação de 'organização criminosa'
    Capítulo 8
    O assassinato do prefeito Celso Daniel,
    coordenador da eleição de Lula em 2002
    Capítulo 9
    Promotores pediram prisão de Antonio Palocci,
    acusado por envolvimento com a 'máfia do lixo'
    Capítulo 10
    Oito ministros do governo Lula.
    Oito casos de corrupção
    Capítulo 11
    O presidente do Senado, aliado de
    Lula. Outro caso de corrupção
    Capítulo 12
    Sob a conveniência da 'segurança nacional',
    Lula não revelou gastos com cartão corporativo
    Capítulo 13
    Em 5 anos, Lula repassou R$ 12,6 bilhões para
    ONGs. Dinheiro para amigos, mal fiscalizado
    Capítulo 14
    Traquinagens da família Lula da Silva.
    As andanças de Genival, o “Vavá”
    Capítulo 15
    Duas tragédias, apagão aéreo e corrupção na
    Infraero. Compadre de Lula ganhou milhões
    Capítulo 16
    STF abriu processos contra 40 mensaleiros. José Dirceu
    foi acusado de corrupção ativa e formação de quadrilha
    Capítulo 17
    Dois anos depois, Polícia Federal desmantelou
    outra organização criminosa nos Correios
    Capítulo 18
    TCU recomendou paralisar obras irregulares;
    Petrobras foi campeã em aumento de custos
    Capítulo 19
    Apesar do desgaste, Lula defendeu José Sarney
    e retribuiu apoio recebido no caso do mensalão
    Capítulo 20
    Lula: 'Sarney tem história para que não
    seja tratado como se fosse pessoa comum'
    Capítulo 21
    Na crise do mensalão, o PT temeu o impeachment.
    A oposição não agiu. Lula deu a volta por cima

    Curtir

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 26/05/2011 por em ERA LULA.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.452 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: