Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

IPEA aponta: estender serviços bancários a 40% da população brasileira, o desafio do governo


Inauguração da 1ª agência do Banco do Brasil em uma comunidade carente,  Paraisópolis/SP


O Brasil real que expande os serviços bancários e de crédito nos últimos 5 anos, levando ao brasileiro comum o acesso a primeira conta bancária, incrementando a economia e gerando bons frutos econômicos e sociais, sem qualquer reconhecimento ou enfoque dado pela grande imprensa brasileira, que sonega ao leitor informações relevantes.

Apesar do aumento superior a 100% do número de contas bancárias desde 2000, valores impressionantes, o IPEA identificou que cerca de 40% da população brasileira ainda não possui conta em banco (Agência Brasil).  “O Ipea destaca que, apesar do alto grau de exclusão verificado no sistema bancário, grande parte dos que estão fora (40%) têm interesse em usar tais serviços. “É um estrato da população de baixa renda e de pouca escolaridade, mas que representa uma importante parcela que vem sendo absorvida pelo mercado de trabalho, estimulada pelo crescimento econômico. 

O Ipea defende a criação de serviços específicos para atender à demanda da população de baixa renda. “Há, todavia, que se criar produtos e serviços específicos para essa população, de modo a incorporá-la ao sistema bancário e a socializar o acesso a esse serviço público operado por concessão”, afirma o estudo.
Entre tantos avanços destacados nos últimos anos, este é mais um para manter e fazer avançar, taí um grande desafio para o governo Dilma: universalizar os serviços bancários ao cidadão brasileiro, possibilitar que mais pessoas possam ter acesso aos serviços de crédito e serviços essenciais para abertura de negócios e planejamento financeiro pessoal, impulsionando ainda mais a economia nacional.

Tais dados talvez ajudem a explicar o crescimento recorde da carteira de clientes e maior lucro da história do Banco do Brasil, maior banco do país, que segue as diretrizes do governo buscando ampliar os serviços para uma clientela até então esquecida pelo mercado.

Ter avançado socialmente é condição essencial para não parar ou retroceder as políticas públicas vitoriosas, neste sentido a revitalização do IPEA, durante o governo Lula, rende frutos importantíssimos para o planejamento estratégico do país, pensá-lo a longo prazo, identificando suas necessidades e deficiências hoje, mirando um projeto de nação, de fato.  Blindá-lo de “disputas pequenas” de partidos ou políticos em busca de espaços de poder ou formação de nichos de influência, significa garantir que o IPEA continue desempenhando papel de destaque em prol do planejamento estratégico do Estado brasileiro, em favor da maioria da sociedade.

Anúncios

Um comentário em “IPEA aponta: estender serviços bancários a 40% da população brasileira, o desafio do governo

  1. Erik Oliveira
    21/02/2011

    Portal do SERPRO — Serpro Rio de Janeiro recebe Fórum de Software …14 set. 2009 … Começa amanhã, 15, o I Fórum de Tecnologia em Software Livre do Serpro Regional Rio de Janeiro. O evento, que terá duração de 3 dias, …
    http://www.serpro.gov.br/noticiasSERPRO/2009/…/serpro-rio-de-janeiro-recebe-forum-de-software-livre-a-partir-desta-terca

    Participei representando o telecentro do Centro Cultural Cartola. Esquema tático para ocupação e desenvolvimento de territórios:

    Metodologias ágeis: planejamento (agenda setting)
    reduzir incertezas
    dinâmica
    estimativas

    Configurações de trabalho em equipe: lista de tarefas
    prazos
    micro-planejamento
    macro-planejamento
    acompanhamento

    Arquitetura flexível: feedback (o que acham?)
    análises de satisfação
    melhoramentos
    potencialização de ações

    Conexões: entre pessoas
    métodos
    tecnologias

    Pré-requisitos: integração contínua
    integração social
    desenvolvimento de idéias
    documentação de processos
    programação em redes
    projeção constante

    Interoperabilidade: padrões abertos: processos de elaboração abertos
    publicado e disponivel
    sem limitação a sua reutilização
    padrões internacionais: extensibilidade
    estabilidade/confiabilidade

    Comunidades: inicialização de ambientes: grupo (entidades)
    soluções
    direcionamento: integração de definições
    alinhamento de projetos
    reuso de soluções
    controle de desenvolvimento colaborativo: estrutura básica
    padrões de implementação
    decisões de projetos
    recursos
    niveis de participação

    Curtir

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 21/02/2011 por em economia.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: