Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

"Contorcionismo" do Ig: em São Paulo é blecaute, no Nordeste é apagão

Como se comporta a imprensa sem critérios jornalísticos e partidarizada, a partir de suas manchetes desiguais para situações análogas.

O IG flagrado em seu contorcionismo editorial pró-tucanos

O blecaute ocorrido semana passada no Nordeste brasileiro foi logo nomeado pela imprensa como mais um “apagão”, uma tragédia nacional, que levantou discussão, ocas e superficiais, sobre a possibilidade de faltar energia elétrica para prover o crescimento do país, atender a copa de 2014 e as olimpíadas de 2016.
A comparação com o racionamento de energia elétrica de oito meses em 2001 que o país atravessou foi rapidamente providenciada, com a palavra de políticos que estavam no governo durante o apagão de FHC.  Quanto contorcionismo editorial para mediocrizar fatos distintos.

Hoje a tarde a cidade de São Paulo também sofreu um blecaute, imediatamente chamado de apagão e linkado a notícias referentes ao blecaute ocorrido semana passada no Nordeste.  A idéia foi, de maneira astuta (ou pouco), tornar crível que os dois acontecimentos eram de responsabilidade do governo federal.
No exato momento em que se apurou que a responsabilidade da falta de energia elétrica em São Paulo ocorreu devido a um problema em uma das subestações da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep), administrada pelo governo do estado, as chamadas mudaram e passaram a ser nomeadas como tal deveriam ser: blecaute.

Ou seja, problema desta natureza quando de responsabilidade do governo federal é apagão.
Quando de responsabilidade do governo de São Paulo, governado pelo PSDB a 16 anos, aí é blecaute.

A meu ver as duas ocorrências foram falhas nos sistemas de transmissão, não na geração ou na escassez de geração, tal como ocorreu em 2001 por longos e sofríveis 8 meses.
O que ocorreu nestes dias foi blecaute, em São Paulo e no Nordeste.
Mas para a imprensa no Nordeste foi apagão

O castigo veio a galope, mas aí contorceram a matéria e livraram a cara do governador de São Paulo, que nas manchetes não se pronuncia e nem convoca reuniões de emergência para discutir o fato.  Já na cobertura do blecaute federal (ou apagão para a imprensa oposicionista) não faltaram cobranças sobre a presidenta Dilma Roussef, além de especulações sobre tensas reuniões com o ministro Lobão.

Do que adianta distorcer a realidade de maneira tão escandalosa se há quem observe tamanha “camaradagem” da imprensa com os tucanos…O portal IG que o diga, como flagrado aqui em suas “façanhas editoriais”, manipuladas para ajudar um e tentar prejudicar outro.

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 08/02/2011 por em Uncategorized.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.450 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: