Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

Lula ainda não pode comer caviar

Ou: Lula ainda não pode ter um bom aparelho de som

Esta semana a imprensa amplifica o “escândalo” da vez: os direitos adquiridos que Lula, como ex-presidente, e sua família podem usufruir.
A imprensa, de maneira usualmente preconceituosa, cria factóide para poder dizer, de forma torta e desonesta, que Lula tem regalias e beneficia a si mesmo e a sua família de forma ilegal ou condenável.
Já foi escrito em vários blogues, como resposta a onda rasteira da imprensa, um descarado tratamento diferenciado da mídia com Lula em relação aos ex-presidentes que usufruem daquilo que a lei lhes garante, como Sarney, Collor, Itamar e FHC.  Ninguém se lembra de tamanha vigilância com os costumes e usos desses ex-presidentes por parte da imprensa.
Ninguém se lembrará, sem medo de errar, de O Globo, Folha, Estadão, Veja ou Época produzindo ou publicando qualquer matéria ou artigo que condenassem as benesses, diga-se de passagem, legais que estes ex-presidentes tenham ou façam uso até os dias atuais.

Dito isso, o que se pode interpretar é o sentimento de que, após cumprido seu dever, Lula deva retornar ao seu meio social, satisfeito e feliz e que sua presença no “clube dos ex-presidentes” é constrangedora para aqueles que se auto concedem tradição e “pedigree”.  Lula veio do povo, ao povo deve retornar, sem direito a nada…Pensam assim aqueles que fazem uma cobertura escandalosa sobre àquilo que lhe é de direito.

O caviar e o aparelho de som
Nos anos 1990 cansei de ouvir uma historinha, contada diversas vezes, mito ou realidade, não sei, mas que dizia que Lula certa vez em viagem de avião, de primeira classe, ao ser perguntado pelo serviço de bordo se aceitava caviar e após ter aceito, teria sido repreendido pela comissária de bordo que lhe teria dito: “mas o senhor Lula, comendo caviar?”  Lula teria retrucado: “você tem arroz com feijão pra me servir? Todos estão comendo caviar, eu também tenho direito”…Algo, mais ou menos, assim.
Ou quando foi “acusado” em 1989, durante a propaganda eleitoral e repercutido exaustivamente como prova de um “crime” pela imprensa, de posuir um aparelho de som “melhor” do que o de seu adversário, Collor.  Um absurdo um operário ter em sua casa um bom aparelho de som!
É assim que a imprensa o está tratando neste momento: Lula não pode ter direito a estas regalias, se tiver direito que as renegue e se coloque em seu devido lugar.

É o nítido preconceito de classe que o acompanhou durante seus dois governos e no último período eleitoral, e, parece, continuará até o fim de seus dias.  O problema não é Lula, ou qualquer ex-presidente usufruir o que legislação brasileira lhes garante, o problema está na tonalidade da tinta gasta para condená-lo por fazer uso daquilo que é seu por direito.

Um dos exemplos dessa imensa “frescura” dos meios de comunicação foi o espetáculo do mau jornalismo protagonizado pelo portal R7, em uma chamada afirma que “Lula tem direito a carros de luxo”, quando se clica no link da matéria, a chamada que se lê é diferente, “Ex-presidente, Lula tem direito a carros de luxo
e oito funcionários pagos pelo governo”.  Ou seja, os carros não são do Lula, são do Estado brasileiro,  para uso de Lula e de qualquer outro ex-presidente vivo, conforme estabelece a lei.  Mas a chamada é maldosa e desonesta, tenta tornar escandaloso, para chamar a atenção, o que a própria matéria cuida de explicar o contrário.  Comportamento corriqueiro nos dias de hoje por parte da imprensa.

Marco Aurélio Garcia, assessor especial para assuntos internacionais da Presidência da República, encerrou categoricamente o “tal escândalo”:  “Existe uma coisa no Brasil que são as leis escritas. Se isso está de acordo com as leis, eu não vejo nenhum problema. Eu imagino que possa agradar muito àqueles três ou quatro por cento que consideram o governo Lula ruim ou péssimo, mas, para mim, é um tema inteiramente irrelevante. Eu acho que o país tem coisas bem mais relevantes com as quais se preocupar.”

Informar não é ofício maior de alguns setores da imprensa brasileira, desinformar parece comportamento compulsivo em algumas redações.

Com informações do R7.

Anúncios

Um comentário em “Lula ainda não pode comer caviar

  1. Edemar Motta
    11/01/2011

    Que a grande mídia, ou mídia gorda, ou mídia velha, ou PiG, na genial criação do Amorim, é contra Lula, até meus cachorros sabem.

    O que espanta é a sua vileza e o puxa-saquismo de alguns jornalistas que se mostram mais anti-lula do que seus patrões.

    Sobre o som, na campanha com Collor, lembro bem do programa no asqueroso jornal nacional – em ato falho, uma câmera mostrou rapidamente o equipamento de som 'de luxo' do Lula, um três-em-um dos mais modestos, nacional.

    Foi nesse momento que me tornei Lulista e assim permaneço.

    É preciso divulgar que aparatos de segurança e regalias, se as há, não são direitos/necessidades criados por Lula nem fruidos por Lula: são seguranças e honrarias prestadas planetariamente a ex-governantes, criadas no princípio da História. No Brasil, todos ex-presidentes gozam delas. Lula é um ex-presidente (dos que ainda vivem, disparadamente o melhor), por isso tem direito a elas.

    Espero que a pensão de ex-presidente, no caso de Lula magnificamente merecida, lhe permita saborear um Beluga regado a Romanée-Conti, iguarias que conheço só de ouvir dizer, mas SEI que Lula as merece.

    Curtir

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 11/01/2011 por em ERA LULA, imprensa conservadora.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: