Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

O saldo histórico de Lula: mais de 15 milhões de carteiras assinadas e reconhecimento mundial!

Governo amigo da Carteira de Trabalho: empregos mais valorizados

O governo do presidente Lula deverá gerar até o final de seu mandato mais de 15 milhões de empregos formais, ou seja, com carteira assinada, em oito anos de mandato, 2003/2010.

O documento símbolo da Era Lula
Um número excepcional pois se forem somados os resultados alcançados pelos governos de FHC, Itamar, Collor e Sarney, juntos criaram cerca de 8,2 milhões de empregos formais em 18 anos: de 1985 a 2002!
A diferença é enorme na geração de vagas. E supera de longe os presidentes pós ditadura-militar em um dado importantíssimo para a economia nacional: a massa salarial do trabalhador brasileiro, que também cresceu bastante.
De acordo com a Rais (Relação Anual de Informações Sociais), que registra todas as contratações e demissões de empregados regidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), pelo regime estatutário, dos servidores públicos, além dos trabalhadores temporários e avulsos, a expansão durante o governo Lula é incontestável. De 2003 até  novembro de 2010 foram criados 15.068.090 empregos formais. Isso dá a Lula uma média de  quase 1,9 milhão de postos de trabalho por cada ano de seu governo.

Receituário do Novo Brasil da Era Lula superando as fracassadas teses neoliberais
O Estado como indutor da economia, planejando e investindo em infraestrutura, principalmente no setor energético, na construção civil e nas grandes obras viárias país afora, irrigado por uma oferta de crédito e financiamentos públicos, tornaram possível o governo alcançar níveis de empregos inimagináveis no início do atual século.

O Brasil vinha de uma experiência fracassada de políticas neoliberais, por uma década inteira, de cortes drásticos do investimento público e enxugamento do Estado, o que gerou desemprego em massa e redução drástica da massa salarial.
As expectativas eram sombrias para o trabalhador brasileiro, caso esse modelo continuasse a ditar as regras além-2002: flexibilização da CLT e, consequente, desproteção social.

O novo rumo traçado pelo governo Lula inverteu esta ordem, tirou da agenda do país as teses do Consenso de Washington e, mesmo assombrado pela maior crise econômica do planeta desde 1929, em 2008 conseguiu manter o país no rumo no desenvolvimento com geração massiva de postos de trabalho formais e  distribuição de renda.
Este é o resultado do Novo Brasil que se vê aqui e lá fora: soberano e capaz de cuidar de seus problemas e contribuir para cuidar das questões globais nos fóruns internacionais de economia, paz e meio ambiente.

Um agente ativo deste novo concerto mundial e que exerce protagonismo reconhecido pelos principais governos internacionais.

Estadista reconhecido internacionalmente
Nenhum tipo de exagero o que se afirma aqui.  O reconhecimento está evidenciado nas recentes premiações destinadas ao presidente Lula:  o de “Estadista Global” em janeiro deste ano no Fórum Econômico Mundial, e o Prêmio Pela Paz 2008, da Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura), em maio do ano passado.

E agora é agraciado com o Prêmio Indira Gandhi para a Paz, o Desarmamento e o Desenvolvimento de 2010,  “pelo reforço das relações entre as nações em desenvolvimento, e em particular por seu importante apoio à cooperação” entre Índia e Brasil, palavras do primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh.
Criado em 1986, o troféu indiano já foi concedido ao ex-presidente da União Soviética Mikhail Gorbachev em 1987; o primeiro presidente da República Tcheca, Václav Havel, em 1993; o ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter, em 1997; e o diretor-geral da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica), Mohamed ElBaradei, em 2008.

A herança bendita  deixada para Dilma
O governo Dilma aposta em três áreas estratégicas para consolidar e avançar na geração de empregos e desenvolvimento econômico, com crescimento da massa salarial:

A primeira, calcada na continuidade do Estado como grande indutor do crescimento econômico, principalmente através do PAC e o PAC2, além dos grandes investimentos a serem realizados para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, investimentos que devem superar 1/2 trilhão de reais.

A segunda frente é a ampliação de cursos técnicos profissionalizantes, com a oferta de 500 mil matrículas, capacitando os profissionais que o mercado de trabalho deverá demandar.
O terceiro nicho de geração de empregos  políticas especiais tributárias, de crédito, qualificação e suporte tecnológico para os pequenos empresários,  responsáveis por cerca de 80% de todas as vagas criadas em 2010.

Estas ações reforçam as políticas vitoriosas já implantadas e trazem alento para a contínua busca para redução das desigualdades, erradicação da miséria e, imprescindível, manutenção de um ambiente propício para a ascenção social, que retirou da miséria cerca de 28 milhões de brasileiros.

O governo Lula se encerrará não como um salvador da pátria, mas como um governo vencedor.
Com a orgulhosa marca histórica de ter criado mais de 15 milhões de postos de trabalho com carteira assinada, fazendo em oito anos quase o dobro do que fizeram quatro ex-presidentes em 18 anos.
Como “nunca antes na história do país” foi possível alcançar.

Com informações do R7

Leia também:
Qual o significado do sucesso do governo Lula

Edifício da Paz Mundial: Terá que haver governança multipolar

Anúncios

Um comentário em “O saldo histórico de Lula: mais de 15 milhões de carteiras assinadas e reconhecimento mundial!

  1. Pingback: A culpa é do Lula: 2.860.809 motivos para apontá-lo culpado | Blog Palavras Diversas

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 29/12/2010 por em ERA LULA.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: