Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

As históricas proesas dos Fundibulários na batalha midiática contra os "golias" da imprensa conservadora

A histórica luta de Davi e Golias no promissor espaço virtual da blogosfera progressista e independente

A campanha desemboca no encontro dos rios das grandes decisões populares, em que o manancial da democracia inunda a consciência de vencedores e vencidos: é preciso respeitar a vontade popular.
Mas, além de tudo o que exprime a frase acima, é preciso analisar que, mesmo respeitando a vontade do povo, sabe-se o quanto a vontade da maioria sofre ataques objetivando violá-la, lá em sua origem, naquilo que as pessoas agregam de informação sobre a política.
Nesse sentido é necessário combater, desmascarar e não aceitar o jogo mesquinho de quem “informa” para garantir interesses particulares ou de grupos.  É nesse momento, a difusão de informação, a consolidação de noticiários sistemáticos que o ataque para violar a genuína vontade popular se dá, em tempo real, precisa ser contradita.
2010 trouxe as eleições para o espaço da internet, 24 horas no ar, múltiplas opiniões enfrentando o poder persuasivo da grande imprensa.  A vontade popular ganhou um novo espaço para, em condições de (quase) igualdade, enfrentar o poder econômico dos grandes grupos corporativos de informação.  A quantidade de blogs engajados, assinados por profissionais dissidentes do grande esquema montado para manipular a opinião pública, ou de pessoas tão somente engajadas, criou o imenso ringue virtual da luta midiática dos novos tempos.
A blogosfera entrou no debate, livre, independente e progressista, em grande parte, os novos agentes de disseminação e formadores de opinião se organizaram, aglutinaram idéias comuns, construíram eventos para trocar idéias e continuar levantando, tijolo a tijolo, a obra da blogueiros país afora.
São Paulo foi pioneiro no primeiro encontro, outros estados da federação seguiram o caminho, aqui no Rio de Janeiro, segunda-feira é a vez dos Davis virtuais fluminenses consolidarem seu espaço e organização: a #RioBlogProg.

A batalha midiática
Este blog, surgido há pouco mais de cinco meses, se orgulha de fazer parte do momento histórico que se apresenta: a batalha de Davi e Golias pela diseminação informação social.  Cada post lançado é como uma pedra no olho do gigante, cada um que publica, repercute ou analisa uma informação, tem em seu poder um fundíbulo, já as pedras variam de tamanho ou precisão no arremesso, mas todos cumprem um só papel: abater a pretensa imparcialidade e serviço ético de informar a sociedade que a grande imprensa imprensa tenta fazer a todos crer.  Ou seja: desnudar para os que presenciam o momento histórico que não há credibilidade em quem aposta suas linhas editoriais, ameaçadoramente alinhadas a sórdidos interesses políticos.

A nossa “pedra” é a nossa força, é a força do povo contra os gigantes
Nós apostamos, com nossas pedrinhas, na missão de informar e, lenta e constantemente, enfraquecer o “monopólio” do Golias midiático e se apresentar como uma nova e promissora forma de oferecer informação  ou publicar idéias sobre um tema ou fato relevante.
Nesta batalha temos um lado político claro, que defendemos e queremos ver prosperar, corrigindo erros pontuais, aperfeiçoando políticas essenciais, democratizando, de fato, o acessos aos bens, educação, saúde, moradia e emprego.  A construção de uma sociedade participativa e solidária, calcada nos pilares da plena cidadania que a democratização dos ítens acima, requisitos para uma vida digna para todos.
O caminho ainda é longo, há ainda muito o que fazer, gerações ainda continuarão nessa luta incessante, mas temos a certeza: o progresso não pode parar!
É preciso consolidar esta agenda progressista e firmá-la no dia a dia, é necessário manter-se no caminho que avança para o desenvolvimento e melhoria de vida da maioria da população, por isso não enxergamos nenhum outro projeto que defenda tais conquistas e tenha legitimidade para corrigir os desacertos que tal processo político fazem surgir.

É Dilma Roussef quem representa esse modelo, aquilo que Lula começou a construir, aquilo que nos é, por demais, caro manter: democracia, desenvolvimento econômico e social, inclusão com distribuição de riqueza. 
Temos lado: somos Dilma, Lula e as aspirações do povo que quer continuar seguindo em frente.
Somos pelo caminho da unidade latino americana, de povos tão parecidos em suas mazelas sociais históricas e anseios, apesar de tão diferentes em suas culturas e diversidades sociais.
Temos uma partidarização genuína e transparente, admitida em todas as linhas, mas acima de tudo, muito bem justificadas: é por engajamento de tudo aquilo que acreditamos e sem qualquer remuneração para tal, não economizamos esforços, tempo e coragem para enfrentar aqueles que se acostumaram a ter todo aparato tecnológico, financeiro e de recursos humanos fartos para disseminar suas teses, “vender” preferências populares, (de)formar opiniões.

Nesta reta final não há uma linha sequer aqui falando de pesquisa eleitoral ou de manchetes de jornais tendenciosos, já virou lugar-comum, apesar de merecer todo repúdio e contraditório.  Apesar de grandes crises de última hora lá do outro lado da trincheira, escondidas nos rodapés do noticiário da imprensa conservadora, tais como a traição de Roberto Jefferson, aliado de Serra, ao pedir votos para outro candidato e abandonando o barco, ou a declaração bombástica de Álvaro Dias, cacique tucano, que se disse traído pelo partido.   Nenhum grande destaque no noticiário da imprensa, fatos estremecedores para qualquer candidatura …

Enfim, passando a limpo, fazemos uma declaração inconteste e bastante verdadeira da nossa crença de que este momento histórico só o é e se estabelece pela combatividade incessante dos novos Davis, munidos de seus fundíbulos, lançando pedras, pedregulhos e pedrinhas sobre os gigantes da (des)informação, tomando partido e defendendo aquilo que crêem ser o melhor para a grande maioria do povo brasileiro.
Nós somos Lula!
Nós somos o povo brasileiro e seus anseios!
Nós somos, sem qualquer vacilo, Dilma Roussef!

Anúncios

Um comentário em “As históricas proesas dos Fundibulários na batalha midiática contra os "golias" da imprensa conservadora

  1. pedro dias moreira
    21/04/2014

    Ainda bem que hoje podemos contar com esse meio de comunicação que irá com certeza fundamentar a nossa luta na campanha eleitoral desse ano,desmascarando as notícias mentirosas e tendenciosas.Nosso povo já percebe um pouco das mentiras contadas pela imprensa mesmo porque dizem uma coisa e na realidade está acontecendo outra mas com essa nova instrumentação virtual e online/interativa o embate vai tomar proporções incomensuráveis,vai ser muito bom…

    Curtir

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 22/12/2010 por em ERA LULA, imprensa conservadora.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: