Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

CNBB condena interferência religiosa na livre escolha eleitoral das pessoas

Um outro patamar: A condenação oportuna da CNBB

A CNBB emitiu uma nota a imprensa, que se lê abaixo neste post, afirmando, categoricamente, que não apóia qualquer candidato a presidência e que crê que a escolha das pessoas sobre as eleições é um direito exercido com liberdade e de acordo com a própria consciência de cada um.

Defende que a sua colaboração se dá em “orientar seus próprios diocesanos, sobretudo em assuntos que dizem respeito à fé e à moral cristã”.
Condena aqueles que fazem uso do nome da CNBB para apontar certas preferências políticas aos fiéis católicos.

Creio ser esse um momento oportuno para, em nome da democracia, preservar o debate político eleitoral e, do mesmo modo, preservar a imagem da instituição católica.
Percebe-se, infelizmente, nas últimas semanas uma guinada radical de grupos conservadores religiosos, aliados aos grupos políticos que se identificam, em uma campanha centrada em temas delicados à sociedade, na firme tentativa de alijar qualquer outro tema importante do debate.
Eleger temas como o aborto e os direitos civis de homossexuais como centrais, apenas para disseminar a desinformação, o preconceito, a mentira e o ódio, não constrói bases sólidas para o embate permanente da sociedade acerca desses temas.  Configura apenas o oportunismo eleitoral no propósito de amedrontar a sociedade e angariar votos desorientados.
Retirar do centro as questões sociais e econômicas só interessa àqueles que pretendem igualar seus capitais políticos frente ao eleitorado em temas, muito importantes também, mas sob uma ótica desfigurada e, por demais conservadora.
A sociedade precisará debater essas questões com serenidade e em condições propícias para buscar o avanço, longe do fundamentalismo religioso imposto por grupos ligados a oposição.

E a questão que fica: como se comportará a Igreja Católica, no todo e em parte, no maior feriado religioso do país? A CNBB será ouvida e terá conseguido arrefecer os ânimos de alguns de seus religiosos?  Aquém das respostas que poderão surgir, a posição da CNBB foi feliz.
Nesse sentido é preciso que as instituições religiosas se manifestem, tal como faz a CNBB em nome da Igreja Católica, e incisivamente condenem a tentativa perigosa de setores religiosos ultraconservadores de turvar o processo eleitoral, calcado, tão somente, em boataria sobre questões muito sensíveis a sociedade brasileira.

Nota da CNBB em relação ao Momento Eleitoral

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, por meio de sua Presidência, congratula-se com o Povo Brasileiro pelo exercício da cidadania na realização do primeiro turno das eleições gerais, quando foram eleitos os representantes para o Poder Legislativo e definidos os Governadores de diversas unidades da Federação, bem como o nome daqueles que serão submetidos a novo escrutínio em 2º turno, para a Presidência da República e alguns governos estaduais e distrital.

A CNBB congratula-se também pelos frutos benéficos decorrentes da aprovação da Lei da Ficha Limpa, que está oferecendo um novo paradigma para o processo eleitoral, mesmo se ainda tantos obstáculos a essa Lei tenham de ser superados.

Entretanto, lamentamos profundamente que o nome da CNBB – e da própria Igreja Católica – tenha sido usado indevidamente ao longo da campanha, sendo objeto de manipulação. Certamente, é direito – e, mesmo, dever – de cada Bispo, em sua Diocese, orientar seus próprios diocesanos, sobretudo em assuntos que dizem respeito à fé e à moral cristã. A CNBB é um organismo a serviço da comunhão e do diálogo entre os Bispos, de planejamento orgânico da pastoral da Igreja no Brasil, e busca colaborar na edificação de uma sociedade justa, fraterna e solidária.
Neste sentido, queremos reafirmar os termos da Nota de 16.09.2010, na qual esclarecemos que “falam em nome da CNBB somente a Assembléia Geral, o Conselho Permanente e a Presidência”. Recordamos novamente que, da parte da CNBB, permanece como orientação, neste momento de expressão do exercício da cidadania em nosso País, a Declaração sobre o Momento Político Nacional, aprovada este ano em sua 48ª Assembléia Geral.

Reafirmamos, ainda, que a CNBB não indica nenhum candidato, e recordamos que a escolha é um ato livre e consciente de cada cidadão. Diante de tão grande responsabilidade, exortamos os fiéis católicos a terem presentes critérios éticos, entre os quais se incluem especialmente o respeito incondicional à vida, à família, à liberdade religiosa e à dignidade humana.
Confiando na intercessão de Nossa Senhora Aparecida, invocamos as bênçãos de Deus para todo o Povo Brasileiro.
Brasília, 08 de outubro de 2010

P. nº 0849/10

Dom Geraldo Lyrio Rocha
Arcebispo de Mariana
Presidente da CNBB

Dom Luiz Soares Vieira
Arcebispo de Manaus
Vice-Presidente da CNBB

Dom Dimas Lara Barbosa
Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro
Secretário Geral da CNBB

Anúncios

2 comentários em “CNBB condena interferência religiosa na livre escolha eleitoral das pessoas

  1. Valmont
    11/10/2010

    É sintomático que o atual Presidente da CNBB tenha comandado a igreja na região de Vitória da Conquista, município baiano em que Serra obteve a melhor votação do Estado.
    O posicionamento político do presidente só não é mais explícito porque a assembléia da CNBB foi contrária à nota que terminou sendo disseminada, à revelia, em todo o Brasil pela Regional Sul.
    É evidente que ele representa a linha mais conservadora da Igreja Católica que assumiu o poder no mundo com o Papa Bento XVI. A Opus Dei está no comando e não tem pudor em lançar mão de seu facciosismo político. É assim na Espanha e querem que seja assim também no Brasil.

    Curtir

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 10/10/2010 por em Uncategorized.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: