Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

Para vencer a concentração criminosa da mídia: ambiente regulado, plural e democrático

Pluralidade X Concentração de mídia – a batalha travada nos dias de hoje

Concentração de mídia por parte de grupos empresariais e pluralidade de conteúdos culurais, regionais e políticos, caminham em direções opostas. Se consagram na negativa simultânea do outro.
O exemplo brasileiro, em que poucos grupos de comunicação ainda dominam fatia considerável do mercado e dominam, feito cartéis, o editorial impresso, televisionado, radiodifundido e na internet, é a perversa materialização dos males causados à sociedade por conta dessa concentração absurda e sem qualquer regulação do Estado.

A pauta combinada de um pensamento pasteurizado, de receitas únicas para as soluções de problemas mais diversos, é resultado da generalização do todo, do desprestígio do conhecimento particular e regional.
Estudo da UNESCO aponta a necessidade de uma ação do Estado para impedir o negativo monopólio da mídia e criar um ambiente que permita a existência da diversidade de conteúdos, sem interferência de interesses políticos e comerciais, além de um acesso democrático na partilha de concessões públicas para o setor.

“…O estudo recomenda ainda a divisão equitativa das frequências de rádio e televisão entre as emissoras públicas, privadas e comunitárias, e entre as estações nacionais, regionais e locais(…)
A UNESCO também considera essencial para o fortalecimento da democracia o desenvolvimento da mídia comunitária; a capacitação dos profissionais da área; e o avanço da infraestrutura de comunicação, para recepção da radiodifusão, acesso a telefones e à internet”.
Confira o texto na íntegra

Nos dias de hoje grandes grupos de comunicação tentam ditar seus pensamentos e/ou de seus associados políticos, se utlizando inescrupulasamente de seus poder de alcance social, sem se submeter a qualquer regulação por parte da sociedade ou do Estado. Esses grupos ainda detém poder político e econômico relevantes, apesar do crescimento da internet como fonte de informação e entretenimento e toda a sua diversidade que o meio oferece, que a cada dia conquistam precioso espaço.

Imaginem como era o cenário uns quinze anos atrás? Imaginem o poder que detinham sobre corações e mentes, tais grupos que representam a imprensa conservadora?

Este estudo da UNESCO vai de encontro a uma imprescindível nova ordem, regida pela democratização do acesso e da produção de informação, da pluralidade de pontos de vista que um determinado fato pode prociornar, segundo a visão de quem analisa ou apresenta os fatos, de maneira clara e honesta para com o leitor. Infelizmente, ainda não é o caso brasileiro e da Amárica Latina…

Um alento
A criação da primeira TV produzida e dirigida por trabalhadores representa avanço na conquista da pluralidade de conteúdos, segundo quem produz para quem assiste, uma luta de mais de vinte anos, que se concretizará no dia 13 de agosto próximo.
É um marco, de pequeno alcance na transmissão de sua imagem, mas de grande importância histórica no alicerce de uma nova era nas comunicações: mais democrática, plural e transparente.

“Espero que a nossa TV seja uma porta de entrada para que o mundo do trabalho possa estar presente nas comunicações”, diz o presidente do sindicato, Sérgio Nobre. “Queremos dialogar com os movimentos sociais”.

TVT – TV dos Trabalhadores


Bookmark and Share

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 30/07/2010 por em Uncategorized.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: