Palavras Diversas

Desde 2010 observando política, mídia e sociedade

O que Noblat não entende: Vox Populi

Os cães (de guarda) ladram, mas a caravana (ultra)passa

Noblat é um daqueles “cães de guarda” do pensamento conservador que domina as editorias dos grandes jornais brasileiros, ele não é “O cão de guarda”, mas um deles. Existem muitos nas redações de O Globo, Folha de São Paulo, Estadão, Zero Hora, Veja, Época…

Noblat em O globo possui uma coluna e um blog muito visitado na edição on line do diário carioca, seu espaço afaga os atos da oposição, festeja com frequência os programas(?) contrários ao que representa Lula e seu governo. Serve para plantar informações “embaraçosas”, geralmente segundo “fontes que pedem para não se identificar”, à candidata Dilma Roussef. Produz diariamente uma quantidade industrial de chamadas que visam constranger e polemizar a candidatura governista e seus aliados.

Os fatos podem servir a isso, fabricar os fatos é que não pode servir.

Alguns trechos da entrevista do Noblat ao presidente do Instituto Vox Populi demonstram claramente seu intuito e revelam atos falhos agudos, ou seriam atos certeiros?

Pois bem, vejamos:

Noblat: Por que você considera Dilma favorita?

Marcos Coimbra: Ela empatou com Serra e tem um espaço de crescimento aberto à frente junto ao eleitorado que está disposto a votar na candidata do Lula.

Noblat: Isso é suficiente para que Dilma se eleja? Serra não tem espaço para crescer?

MC: Serra é conhecido por 80% da população. Tem menos espaço para crescer. Dilma tem crescido tirando intenções de voto dele.

>>A sequência de questionamentos acima já demonstram que o papel de entrevistador será extrapolado, dando lugar ao fazer que o ocupa diariamente: um dos mais ativos porta-vozes da oposição e seus interesses, é preciso mais que entrevistar Marcos Coimbra, é preciso colocá-lo contra a parede.

Noblat: Dilma corre o risco de o eleitor, a certa altura, concluir que votar nela não significa votar em Lula, não é a mesma coisa?

MC: Claro que não é, e o eleitor sabe disso. Quem pensa em votar nela não acha que Lula vai mandar, mas acha que ela preservará o que ele fez.

>>Questão criada para confundir o (e)leitor e extrair do entrevistado o mote para corroborar com uma tese de escape…

Noblat: Se os votos de Dilma não são dela, mas de Lula e do governo, o candidato poderia ter sido qualquer outro bom auxiliar de Lula. Ou não?

MC: Me parece que sim, mas Lula deve ter tido razões para preferi-la. Seu papel no governo, seu perfil técnico, sua identificação com ele.

>>Pergunta feita para buscar uma resposta para uma argumentação que desqualifique Dilma Roussef, a travista de “poste”.

Noblat: Por que Dilma cresceu tanto em maio? Exposição em programas partidários na tv? Companhia de Lula no programa do PT? Ou cresceria de todo jeito?

MC: Todas as opções estão corretas. A propaganda do partido ajudou, Lula também, e ela estava em crescimento lento, mas firme.

Noblat: Em junho, Serra terá muito espaço nos programas de tv de partidos. Automaticamente ele crescerá?

MC: Serra é muito conhecido, o que limita essa hipótese. Mas deve melhorar, nem que seja por sustar o crescimento natural de Dilma.

>>A tentativa de amenizar o quadro desfavorável da oposição é capenga e não resiste a uma argumentação embasada do entrevistado, então o Noblat parte para o “contra-ataque”: se a propaganda eleitoral serviu para Dilma , servirá a Serra, parece com isso querer montar uma estratégia para recuperação da liderança perdida, ou já elaborar uma análise para uma possível virada de Serra na próxima pesquisa…


Noblat: Lula já foi multado 4 vezes por fazer propaganda de Dilma antes do tempo. Faz mais de 1 ano que ele está em campanha por ela. Isso não a ajudou?

MC: Mais que ajudou, é a explicação de tudo. Ele antecipou a campanha, todo mundo entrou em campo e ele teve tempo para apresentar sua candidata.

Noblat: Todo mundo, não. Serra não entrou. E ninguém dispunha do grau de exposição de Lula e de Dilma.

MC: Desde 2009, todos os programas partidários foram eleitorais, PT, PSB e PSDB. Quanto à demora de Serra, a decisão foi dele e só dele.

>>O ato falho expresso em uma típica frase de pessoa que defende o amigo “injustiçado”, aí Noblat não é mais entrevistador, mas um simples preposto de Serra, cumprindo a missão de protegê-lo, poupá-lo de qualquer desgaste, quando nem foi citado nominalmente, ou sequer Coimbra atribuiu a ele a responsabilidade principal pela antecipação do debate eleitoral.

Noblat: O que Serra precisaria fazer para driblar esse quadro desfavorável e ganhar? Ou não tem como?

MC: Trazer a eleição para o campo dele, o da comparação de currículos. Torcer para que Dilma erre muito. Mas sua posição é desvantajosa.

Noblat: Aécio de vice poderia ajudar Serra a se eleger ou não acrescentaria grande coisa?

MC: Aécio só é bem conhecido em Minas Gerais, onde Lula é muito querido. Serra está bem e é dificil avaliar se um ganho em Minas faria diferença.

>>As perguntas acima parecem de alguém em busca de uma consultoria para tentar reverter todas as situações desfavoráveis elencadas pelo entrevistado e solucionar o problema da “corporação”.

Noblat: Não dá para avaliar se um ganho em Minas faria diferença para Serra? Ou você prefere não avaliar?

MC: Minas é 11% do eleitorado. Aumentar 20 pontos no estado é 2% no total do país. Pode ser muito pouco no resultado final.

>>Na impossibilidade de emparedar o entrevistado, Noblat parte “para a ignorância” insinuando má fé de Coimbra.

Noblat: Montenegro, presidente do IBOPE, disse à VEJA no ano passado que a eleição de Serra era segura. Era na época ou ele estava errado?

MC: Acho que seria melhor perguntar isso a ele.

>>Questão rasa, muito mais retórica do que qualquer outra coisa, Noblat sabe a resposta, mas utiliza o nome do maior instituto de pesquisas de opinião pública do país para tentar contradizer o que o Coimbra afirmou no início da entrevista: Dilma é favorita. Porque se o Ibope disse que o Serra se elegeria fácil, quem é o Vox Populi para dizer que não? Vox Populi…

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 25/05/2010 por em Uncategorized.

Democratização da mídia, apóie!

Seja amigo do Barão!

Digite seu e-mail para seguir este blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 3.451 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: